Turim uma cidade inteira à espera de Cristiano Ronaldo

| Futebol Internacional

Vale tudo para apoiar o ingresso de Cristiano Ronaldo na Juventus
|

A apresentação de Cristiano Ronaldo como jogador da Juventus será na segunda-feira, até lá a cidade de Turim fervilha de entusiasmo.

A ideia do clube transalpino é ter o capitão da seleção nacional à disposição apenas no início de agosto.

Nesse mês a pré-época da “Vecchia Signora” decorre nos Estados Unidos e a intenção dos dirigentes “bianconeros” é contarem com o avançado para o jogo com uma seleção da liga norte-americana, liderada por Ibrahimovic, dia 2, em Atalanta.

De imediato a Juventus quer aproveitar a “onda CR7” para crescer no continente americano.

Cristiano Ronaldo integrará os trabalhos da nova equipa a 30 de julho, devendo ficar fora do jogo entre a Juventus e o Real Madrid, marcado para 5 de agosto, no FedEx Field, em Washington, a contar para a International Champions Cup, prova na qual os italianos irão defrontar o Benfica a 28 de julho, em Nova Jérsia.

Na manhã desta quinta-feira a loja da Juventus, no estádio do clube, continuava a ser um local muito concorrido.

Pais e filhos só queriam ter em mãos a camisola do futebolista português como testemunhou o jornalista João Gomes Dias e, nem sequer olharam ao preço para ficarem com a réplica da camisola de CR7.


Com a saída de Cristiano Ronaldo o Real Madrid perdeu cerca de um milhão de seguidores na rede social Twitter, em apenas 24 horas.

A Juventus, por sua vez, conta com mais 1,4 milhões no Instagram e mais 1,1 milhões no Twitter, com o efeito CR7.

Para já esta quinta-feira é a vez do português João Cancelo ser apresentado à comunicação social como jogador da Juventus.

O lateral-direito contratado ao Valência por 40 milhões de euros já treina com os novos companheiros desde o início da semana.

É de prever que não faltarão questões colocadas a Cancelo sobre o seu compatriota e companheiro de seleção Cristiano Ranaldo.

A informação mais vista

+ Em Foco

A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

O economista guineense Carlos Lopes, em entrevista à RTP, considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.