Boavista e Leixões aptos a inscrever jogadores após regularizarem situações

| Futebol Nacional

O Boavista está apto a registar novos contratos, depois de ter regularizado a situação junto da Autoridade Tributária e Segurança Social, informou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

A situação aplica-se também ao Leixões, da II Liga, com o organismo que tutela as competições profissionais a emitir uma nota referindo que os dois emblemas apresentaram as respetivas certidões comprovativas.

O incumprimento impedia os clubes de "registar novos contratos de trabalho desportivo ou de formação, bem como de utilizar jogadores com contratos já registados em épocas anteriores".

Hoje, a Liga levantou o impedimento aos dois clubes, "com efeitos imediatos", depois de reunida a comissão de auditoria que emitiu "parecer favorável", face ao cumprimento das obrigações.

Em 20 de junho, o organismo tinha comunicado que Boavista, Desportivo das Aves e Vitória de Setúbal, da I Liga, e Leixões, do segundo escalão, estavam impedidos de "registar contratos de trabalho desportivo ou de formação" até cumprirem os pressupostos financeiros, uma situação que se mantém para as equipas de Vila das Aves e de Setúbal.

 

Tópicos:

Boavista Desportivo, Leixões II,

Pesquise por: Boavista Desportivo, Leixões II,

A informação mais vista

+ Em Foco

O economista guineense Carlos Lopes considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

    Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.