Covilhã perde com Mafra e isola-se ainda mais no fundo da tabela da II Liga

por Lusa
Nuno Patrício - RTP

O Sporting da Covilhã somou hoje a quinta derrota consecutiva e reforçou o último da tabela da II Liga de futebol, ao perder por 2-1 na receção ao Mafra, que subiu ao 11.º lugar, na 29.ª jornada.

Loide Augusto inaugurou o marcador, aos seis minutos e, já nos descontos finais, Traquina empatou e Fati deu a vitória aos visitantes, que não perdem há oito jogos.

Os serranos, com 21 pontos, viram o mais direto adversário, o Trofense, afastar-se, ao empatar com o Benfica B e ficar com 24 pontos, menos três do que a B SAD.

Os ‘leões da serra’ foram a primeira formação a criar perigo, por Shinga, mas a bola saiu ao lado e o Mafra foi eficaz, ao marcar no único remate feito na primeira metade, aos seis minutos.

Num lance de contra-ataque, Loide Augusto conduziu a bola pelo miolo e colocou na esquerda, onde Fati triangulou e o angolano, no centro da área, recebeu e picou o esférico por cima de Samu.

A resposta foi dada por Fatai, que reclamou grande penalidade, aos 12 minutos.

Com o Mafra mais retraído, os serranos também mostravam dificuldade em chegar com a bola controlada junto da área adversária, apesar de se terem apresentado como a equipa mais rematadora.

Aos 19 minutos, Samu travou o cabeceamento de Lucão e, aos 26, Aponzá atirou de cabeça ao lado do alvo.

Sem nenhum dos emblemas conseguir mostrar um futebol vistoso, os serranos foram quem voltou a criar perigo, já nos descontos, primeiro com Samu a tirar a bola da cabeça de Aponzá, e depois, num livre em zona frontal, com Casagrande a chutar forte à barra.

Após o reatamento, e com espaço nas costas da defesa, Pedro Lucas rematou cruzado na esquerda, pressionado por Ângelo, e foi o corpo do guardião serrano a evitar o segundo.

Mas o Covilhã foi crescendo no jogo e, quando Alex já tinha mexido na equipa e trocado um sistema de três centrais por uma linha de quatro defesas, Fatai, aos 61 minutos, rematou forte e obrigou Renan a sacudir para canto.

Ao minuto 66, num lance entre Fatai e Zé Tiago, Renan voltou a impedir o empate, ao desviar a bola e impedi-la de chegar a Aponzá.

Goulart tentou dilatar a vantagem, mas foram os serranos, mais atrevidos, a chegar à igualdade, um minuto depois dos 90, por Traquina, que recebeu de Fatai e rematou em arco.

Volvidos dois minutos, Aponzá não conseguiu operar a reviravolta e foi o Mafra a fixar o 1-2 final, por Fati, servido por Miguel Sousa.

Com muito apoio durante o jogo, o treinador dos locais, Alex Costa, terminou a partida a ser apupado pelos sócios e a ver lenços brancos nas bancadas.

Jogo no Estádio Santos Pinto, na Covilhã, Castelo Branco.

Sporting da Covilhã – Mafra, 1-2.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Loide Augusto, 06 minutos.

1-1, Traquina, 90+1.

1-2, Fati, 90+4.



Equipas:

- Sporting da Covilhã: Bruno Bolas, Ângelo Meneses (Zé Tiago, 55), Jaime (Nuno Rodrigues, 86), Lucão, Casagrande (Felipe Dini, 46), Zimbabwé, Gilberto (Traquina, 75), Lucho Vega (Kukula, 75), Shinga, Aponza e Fatai.

(Suplentes: Igor Araújo, Kukula, Zé Tiago, Jorginho, Felipe Dini, Cornélio, Gildo, Nuno Rodrigues e Traquina).

Treinador: Alex Costa.

- Mafra: Samu Silva (Renan, 46), Guilherme (João Goulart, 52), Ousmane Diao, Pedro Pacheco (Pedro Barcelos, 70), Gui Ferreira, Chriso Kouakou, Leandrinho (Miguel Sousa, 70), Leonardo, Loide Augusto (Lucas, 77), Ença Fati e Pedro Lucas.

(Suplentes: Renan Bragança, Pedro Barcelos, Diogo, Lucas Rodrigues, Banjaqui, Edwin Vente, João Goulart, Miguel Sousa e Vítor Gabriel).

Treinador: Rui Borges.

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Loide Augusto (42), Chriso (55) e Aponzá (90+2).

Assistência: Cerca de 900 espetadores.

pub