FPF faz denúncia sobre alegada "fuga" de documentos

| Futebol Nacional

A Federação Portuguesa de Futebol suspeita da "fuga" de documentos internos
|

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou ter feito uma denúncia à Polícia Judiciária (PJ) e à Procuradoria-Geral da República (PGR) da alegada partilha de documentos internos do organismo com pessoas externas.

A revista Sábado noticiou esta quarta-feira, na sua edição online, que Pedro Guerra, comentador afeto ao Benfica, terá recebido documentos internos da FPF, através de Horácio Piriquito, membro do Conselho Fiscal do organismo.

"Por em causa poder estar a violação de segredo, a FPF denunciou o referido facto à Polícia Judiciária, disponibilizando-se para os procedimentos entendidos por convenientes", lê-se num comunicado da FPF, que vai propor a destituição de Piriquito.

O organismo refere que "o conteúdo da revista Sábado, publicado esta quarta-feira online, aponta no sentido de os documentos internos da FPF terem sido partilhados por um elemento eleito para o Conselho Fiscal".

"Pelo que a direção da FPF decidiu remeter nesta data, o conteúdo do artigo publicado para o Conselho de Justiça da FPF, apresentar queixa à PGR, por se tratar de eventual crime desta dependente, e requerer a realização de uma Assembleia-Geral extraordinária para discussão e votação da proposta de destituição de titular de órgão social da FPF, por violação grave de deveres estatutários", refere o organismo.

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Doze meses depois da eleição presidencial de 8 de novembro de 2016, com Donald Trump ao leme da Casa Branca, os Estados Unidos mudaram. E o mundo afigura-se agora mais perigoso.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.