João Paulo Rebelo diz ser inaceitável condicionamento aos árbitros

| Futebol Nacional
João Paulo Rebelo diz ser inaceitável condicionamento aos árbitros

A partir desta quarta-feira o Ministério da Educação que tem o pelouro do Desporto em Portugal coloca em marcha a campanha “Violência Zero”. João Paulo Rebelo faz um apelo sério na Antena 1.

O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, em declarações ao jornalista David Carvalho, lançou um apelo sério a todos os agentes do futebol para que se unam no sentido de fazer do futebol uma festa e não uma guerra.

Este membro do Governo mostrou-se preocupado com todos os sinais de violência que tem surgido no futebol português, como por exemplo, as ameaças de que foi alvo o árbitro de futebol, Bruno Paixão, no desempenho das suas funções de vídeo-árbitro.

João Paulo Rebelo disse ainda que é inaceitável Portugal ter árbitros constantemente ameaçados e que pelo andar da carruagem qualquer dia não existem árbitros para apitar jogos.

Aquele membro do Governo voltou a pedir para que não se mate a galinha dos ovos de ouro e que este final de campeonato seja de máxima responsabilidade porque a força da lei não chega.

João Paulo Rebelo convidado a pronunciar-se sobre as expetativas do desempenho de FC Porto e Benfica nas competições da UEFA, estas quarta e quinta-feira na Liga dos Campeões e Liga Europa, frente ao Liverpool e Eintracht, este membro do Governo manifestou o desejo óbvio de que azuis e brancos e encarnados possam ganhar e seguir em frente nas respetivas competições.

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 50 anos que o Homem partiu para a Lua. De Cabo Canaveral, nos EUA, seguiram três astronautas para colocar os nomes na história da humanidade.

Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.