PSP lembra que `clássico` é de risco elevado e com dispositivo policial adequado

| Futebol Nacional

|

O jogo Sporting-FC Porto, na quarta-feira, das meias-finais da Taça de Portugal em futebol, é de “risco elevado” e contará com “dispositivo policial entendido como adequado às circunstâncias”, indicou hoje a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Em nota à imprensa, a PSP diz que se espera no Estádio José Alvalade uma lotação de cerca de 40.000 espetadores, num 'clássico' de risco elevado que mobilizará várias equipas do Comando Metropolitano de Lisboa.

“Efetivos da Divisão Policial da área, Divisão de Trânsito, Unidade Metropolitana de Informações Desportivas, Equipas de Intervenção Rápida, Equipas de Prevenção e Reação Imediata e conta com o reforço da Unidade Especial de Polícia”, refere a PSP, sem indicar, como habitual, o número de agentes destacados.

A PSP realça que a principal missão é a de “garantir a segurança de pessoas e bens”, quer no interior, como no exterior e imediações do estádio, e prevenir quaisquer alterações de ordem pública, nomeadamente em relação a “rivalidades entre grupos organizados de adeptos”.

Para o jogo, as autoridades apelam a que os adeptos se desloquem em transportes públicos com antecedência em relação à hora de jogo (20:30) e que evitem transportar malas ou mochilas para dentro do estádio.

Na quarta-feira, Sporting e FC Porto tentam qualificar-se para a final da Taça de Portugal no estádio do Jamor, com os ‘dragões’ a defenderem em Alvalade o 1-0 alcançado na primeira mão, graças a um golo do brasileiro Tiquinho Soares.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.