Seleção de futsal conclui estágio em Rio Maior

| Futsal

|

A seleção portuguesa de futsal terminou esta quarta-feira o estágio de preparação de três dias em Rio Maior, com vista aos jogos particulares com Rússia e Eslovénia, com “o foco muito dirigido para o Europeu”, apontou o selecionador.

No final de três dias de trabalho “extremamente positivos”, apontou Jorge Braz, em declarações ao sítio oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na Internet, os jogadores puderam “relembrar o que é a identidade coletiva” do grupo e trabalhar ideias de jogo.

O técnico elogiou ainda o lote “alargado” de jogadores que “fazem parte da família”, mas não estiveram neste estágio e continuam dentro das opções, bem como o surgimento de vários jogadores mais jovens com qualidade.

“A Rússia é de ‘top’ europeu, e depois com a Eslovénia, que irá jogar em casa, é contra uma seleção fortíssima. Vão ser dois momentos competitivos importantes para podermos testar as várias soluções”, referiu Jorge Braz, antevendo os próximos ‘amigáveis’.

A equipa das ‘quinas’ defronta a em jogos particulares Rússia, vice-campeã da Europa e do mundo, a 25 e 26 de setembro, em Moscovo, antes de visitar a Eslovénia, na Arena Stozice, em Liubliana, ‘palco’ do Euro2018.

Tópicos:

Portugal, Seleção, Futsal,

Pesquise por: Portugal, Seleção, Futsal,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, o candidato derrotado nas diretas do PSD diz que o partido deve serenar após o Congresso e admite que vai ser “muito difícil ganhar eleições" no quadro atual.

Nicolás Maduro quer alargar poderes e, para tal, leva a cabo eleições antecipadas. É um "golpe constitucional", na leitura de Filipe Vasconcelos Romão, comentador da Antena 1.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.