Dyego Sousa convocado para visita ao Hoffenheim

| Liga Europa

|

O treinador do Sporting de Braga, Abel Ferreira, convocou esta quarta-feira Dyego Sousa para a deslocação ao terreno dos alemães do Hoffenheim, na quinta-feira, da primeira jornada do Grupo C da Liga Europa de futebol.

O ponta-de-lança regressa, assim, às opções ‘europeias' de Abel Ferreira já que, nas competições nacionais, o brasileiro está castigado até meados de outubro.

André Horta e João Carlos Teixeira, dois dos últimos reforços dos minhotos, estreiam-se nas convocatórias para a Liga Europa, sendo que o técnico ‘arsenalista' leva ainda três guarda-redes para a Alemanha, tendo incluído Tiago Sá na lista.

Marafona, Tiago Pereira, Mauro e Wilson Eduardo continuam lesionados e continuam de fora.

Ao contrário do habitual, a equipa ‘arsenalista' não vai realizar o treino de adaptação ao relvado do estádio do adversário, tendo realizado um apronto hoje de manhã ainda em Braga.

Pelas 13:00, a comitiva do clube partiu para a Alemanha, onde, às 18:15 (hora portuguesa), Abel Ferreira e um jogador vão fazer, em conferência de imprensa, a antevisão da partida.

Sporting de Braga e Hoffenheim defrontam-se na quinta-feira, às 18:00, no Rhein-Neckar-Arena, em Sinsheim, jogo que será arbitrado pelo escocês Bobby Maden.

Lista dos 21 convocados:
- Guarda-redes:
Matheus, André Moreira e Tiago Sá
- Defesas: Ricardo Esgaio, Marcelo Goiano, Rosic, Raúl Silva, Bruno Viana, Jefferson e Sequeira
- Médios: Danilo, Xadas, Fábio Martins, Fransérgio, Vukcevic, André Horta e João Carlos Teixeira
- Avançados: Hassan, Ricardo Horta, Paulinho e Dyego Sousa

Tópicos:

Dyogo Souza, SC Braga, Abel Ferreira,

Pesquise por: Dyogo Souza, SC Braga, Abel Ferreira,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.