Mikkelsen é líder no rali da Catalunha, Ogier segue em segundo

| Motores

Sebastien Ogier
|

O norueguês Andreas Mikkelsen, que se estreia ao volante de um Hyundai, comanda o Rali da Catalunha após as especiais do primeiro dia, com pouco mais de um segundo de vantagem sobre o francês Sébastien Ogier (M-Sport/Ford).

A prova, do Mundial de ralis, vai tendo como terceiro o inglês Kris Meeke (Citroen), a três segundos. Quanto aos principais rivais de Ogier pela vitória no campeonato, estão mais atrasados: o belga Thierry Neuville (a 17 pontos no campeonato) e o estónio Ott Tänak (a 33), são sétimo, a 12,8 segundos, e quarto, a 6,3, respetivamente.

Abrir a estrada, por ser líder do Mundial, não é bom, como foi hoje o caso, mas Ogier até que se saiu melhor do que o esperado e conseguiu mesmo ganhar a sexta especial. Das outras, duas foram para Meeke, uma para Tanak, uma para Mikkelsen e uma para o finlandês Latvala.

"Veremos como fica a folha de tempos no final, mas posso dizer já que estou contente com o que aconteceu", disse Ogier. "Pensava perder mais tempo, por ter de abrir".

A segunda etapa muda o figurino do rali, disputando-se em asfalto, novamente com seis especiais no programa, a terminar frente ao mar de Salou, onde está o parque de assistência.

Tópicos:

Ott Tänak, Rali, Thierry Neuville,

Pesquise por: Ott Tänak, Rali, Thierry Neuville,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Na primeira entrevista pós-autárquicas, à Antena 1, Jerónimo de Sousa não poupou nas palavras. Afirmou que o "Governo ficou mal na fotografia e subestimou a situação" dos fogos.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Acionar o artigo 155 da Constituição espanhola representa um momento único na História de Espanha. O Governo de Madrid já definiu os setores que quer controlar de imediato.