Amador James Cahill afasta Ronnie O`Sullivan na abertura do Mundial de snooker

| Outras Modalidades

O britânico Ronnie O'Sullivan, cinco vezes campeão, foi hoje eliminado na primeira ronda do Campeonato do Mundo de snooker, ao perder com o compatriota James Cahill, o primeiro jogador amador na história da prova, por 10-8.

No Crucible Theatre, em Sheffield, o número um mundial, que regressou à liderança da hierarquia no final de março, na qual tinha estado pela última vez em 2010, terminou a sessão de abertura na segunda-feira a perder por, por 5-4, mas ainda conseguiu empatar o encontro a oito ‘frames'.

No entanto, Cahill, de 23 anos e 76.º colocado no ‘ranking', manteve a compostura e garantiu a primeira vitória em quatro encontros diante do ‘Rocket', selando a passagem aos oitavos de final, fase em que medirá forças com o escocês Stephen Maguire, 15.º do mundo.

"Sempre acreditei em mim mesmo. Sempre acreditei que podia vencer qualquer um. Hoje mostrei isso", referiu o inglês natural de Blackpool, que foi profissional entre 2013 e 2017, estatuto que pretende recuperar na próxima temporada.

James Cahill recebeu um ‘wildcard' para disputar a fase preliminar da principal prova de snooker em 2019, durante a qual somou três vitórias diante do irlandês Michael Judge e dos compatriotas Michael Holt (42.º) e Andrew Higginson (55.º), antes de causar surpresa, na sua estreia no quadro principal do Mundial, frente ao pentacampeão em 2001, 2004, 2008, 2012 e 2013.

O'Sullivan, de 43 anos, detentor de 36 troféus na carreira, não era eliminado na primeira ronda do Mundial desde 2003, quando perdeu frente ao jogador de Hong Kong Marco Fu, por 10-6.

"Sinto os membros muito pesados e estava a lutar para ficar acordado. Quando vimos aqui [Crucible Theatre] temos de nos sentir bem. Mentalmente estava pronto, depois de uma boa temporada, mas a atitude dele [Cahill] foi brilhante, jogando com ritmo e confiança", apontou Ronnie O’Sullivan.

A informação mais vista

+ Em Foco

O maior campo de refugiados na Europa fica na ilha grega de Lesbos. O campo de Moria alberga quase oito mil pessoas, três vezes mais do que a capacidade instalada. Reportagem RTP.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.