Canoagem. Teresa Portela falha apuramento direto para Tóquio2020

| Outras Modalidades

|

A canoísta portuguesa Teresa Portela foi hoje oitava classificada na final da prova de K1 200 metros dos mundiais da Hungria, falhando assim o apuramento direto para os Jogos Olímpicos Tóquio2020.

Numa prova ganha pela neozelandesa Lisa Carrington, já campeã mundial em título e também olímpica, que cumpriu o percurso em 39,39 segundos, a canoísta lusa fechou no oitavo posto, com mais 2,56 segundos do que a vencedora.

A polaca Marta Walkzykiewicz conquistou a medalha de prata, enquanto a dinamarquesa Emma Aastrand Jorgensen e a espanhola Teresa Portela terminaram no terceiro lugar, conquistando ambas a medalha de bronze.

Agora, a atleta do Benfica aguarda pela desdobragem de atletas na categoria K1 500, sendo que cada apurada nos 200 que também o consiga nos 500 liberta um lugar para a distância mais curta. A atleta portuguesa precisa que pelo menos três das cinco primeiras em K1 200 o faça na final de domingo dos 500.

Em K1 200, Teresa Portela já tinha conseguido dois `top 5` em mundiais de canoagem, bem como quatro medalhas em Europeus, destacando-se o ouro em 2011, em Racice, República Checa.

Teresa Portela foi olímpica em Pequim2008, Londres2012 e Rio2016.

A informação mais vista

+ Em Foco

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Entrevista Olhar o Mundo a um dos autores e investigadores militares mais reconhecidos do mundo anglo-saxónico.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.