Félix da Costa abandona Grande Prémio de França de Fórmula E após acidente

| Outras Modalidades

|

O português António Félix da Costa (Amlin Andretti) abandonou hoje o Grande Prémio de França, sexta prova do Mundial de Fórmula E, depois embater no brasileiro Lucas di Grassi (Audi), na 20.? das 49 voltas ao circuito.

Depois de ter sido nono no Grande Prémio do Mónaco, há uma semana, hoje, o piloto português acabou fora da corrida, ao embater em di Grassi, pilloto que ainda trocou de carro e prosseguiu a corrida, mas viria a abandonar após novo acidente.

O abandono do brasileiro beneficiou diretamente o suíço e antigo piloto de Fórmula 1 Sebastian Buemi (Renault), que venceu a corrida e viu ampliar a distância para Grassi, o seu mais direto perseguidor no topo da classificação do campeonato (tem agora uma vantagem de 43 pontos).

Em segundo lugar na prova de hoje ficou o estreante argentino José Maria 'Pechito' López (Virgin), que beneficiou do despiste do francês Jen-Eric Vergne, quinto lugar no campeonato.

O pódio do Grande Prémio de França ficou completo com o alemão Nick Heidfeld (Mahindra Racing).

A informação mais vista

+ Em Foco

O homem que se deixa guiar mais pela racionalidade e disciplina considera que chegou o momento de “mobilizar os portugueses e com eles restabelecer a confiança num futuro melhor”.

    Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

      Em entrevista ao programa Visão Global da Antena 1, o ministro dos Negócios Estrangeiros reforça o apoio ao diálogo político na Venezuela e falou sobre as relações entre Portugal e Angola.

      O ministro da Administração Interna garante em entrevista à Antena 1 que não será "nem para o ano, nem daqui por dois" que ser resolve o problema dos incêndios em Portugal.