Frederico Morais, Teresa Bonvalot e Yolanda Hopkins avançam no Mundial de surf

por RTP
Foto de Jeremy Bishop na Unsplash

Os surfistas portugueses Frederico Morais, Teresa Bonvalot e Yolanda Hopkins venceram hoje as suas baterias nos Jogos Mundiais de surf, em Porto Rico, com Guilherme Fonseca, Guilherme Ribeiro e Francisca Veselko relegados para as repescagens.

No segundo dia de competição da prova organizada pela Associação Internacional de Surf (ISA), 'Kikas' ganhou a 14.ª bateria da segunda ronda, com 13,03 pontos (em 20 possíveis) nas duas melhores ondas (7,10 e 5,93), à frente do chileno Manuel Selman (11,50) - que também avança diretamente para a terceira ronda -, e de Gearoid McDaid (Irlanda) e Joshe Faulkner (África do Sul), com 11,17 e 6,07, respetivamente.

No quadro feminino, Yolanda Hopkins foi a primeira a entrar em ação, no terceiro 'heat' da segunda ronda, e conquistou o primeiro posto com 11,33 pontos (6,33 e 5,00), superando a francesa Tessa Thyssen (9,23), a canadiana Sanoa Olin (6,67) e Chelsea Roett (2,50), dos Barbados.

Duas baterias depois, também Teresa Bonvalot reservou um lugar na terceira ronda, com 9,07 pontos, acima da alemã Camilla Kemp (6,10), da neerlandesa Tiara Huls (5,34) e da japonesa Shino Matsuda (4,50).

A seleção portuguesa segue assim com metade dos seis atletas na próxima fase, enquanto os outros três vão ter que disputar as repescagens para continuar a alimentar o sonho de chegar aos lugares que dão 'bilhete' para os Jogos Olímpicos de Paris2024.

Guilherme Ribeiro ficou no terceiro lugar da sexta bateria, com 10,86 pontos (5,83 e 5,03), abaixo dos atletas que correm no circuito de elite da Liga Mundial de Surf (WSL), Ethan Ewing (13,93), da Austrália, e Leonardo Fioravanti (11,07), de Itália - ambos já garantidos nos próximos Jogos -, e superando o venezuelano José López (9,66).

Guilherme Fonseca, no nono 'heat', não conseguiu melhor e ficou atrás do brasileiro Yago Dora (13,50) e do polaco Maksymilian Michalewski (9,20), marcando 8,40 (4,73 e 3,67), com o neozelandês no quarto e último posto (7,13).

Também Francisca Veselko não foi além do terceiro lugar na 12.ª bateria, com 6,46 pontos (3,43 e 3,03), vendo as adversárias Carissa Moore (16,00) - pentacampeã da WSL e campeã olímpica em Tóquio2020 -, dos Estados Unidos, e Havanna Cabrero (9,20), de Porto Rico, seguirem para a terceira ronda, enquanto a neerlandesa Zoie Zietz (6,33) ficou no último lugar.

Os Jogos Mundiais decorrem nas praias de La Marginal e Margara, em Arecibo, Porto Rico, até ao dia 03 de março, oferecendo seis vagas olímpicas para Paris2024 no quadro masculino e oito no feminino, e duas vagas extra para as seleções que conquistarem o ouro em cada categoria.

Nos últimos Jogos Olímpicos, em Tóquio2020, na estreia do surf como modalidade olímpica, a equipa nacional conseguiu apurar três atletas, duas no quadro feminino, Teresa Bonvalot (nona classificada) e Yolanda Hopkins (quinta), e um no masculino, Frederico Morais, que não participou por ter contraído covid-19 na altura da competição.
pub