António Costa cancela viagem ao Catar e não assistirá ao jogo da seleção nacional

por RTP
António Costa já não vai ao Catar por motivos de saúde Stephanie LeCocq - EPA

O primeiro-ministro não vai ao Catar, como estava inicialmente previsto, para assistir ao jogo da seleção nacional frente à Coreia do Sul, na sexta-feira. Indicando motivos de saúde e a tomada de posse dos novos secretários de Estado nesse dia, António Costa ficará em Portugal. Em substituição, Ana Catarina Mendes, ministra dos Assuntos Parlamentares, representará o Governo português no Mundial 2022.

O gabinete do primeiro-ministro confirmou à RTP que o chefe de Governo ainda está a recuperar de uma gripe e tem, na sexta-feira, a tomada de posse dos novos secretários de Estado. António Costa será por isso substituído por Ana Catarina Mendes, que tem a tutela do Desporto.

Depois do triunfo face ao Gana (3-2) na ronda inaugural, Portugal venceu na segunda-feira em Lusail o Uruguai (2-0) graças a um "bis" de Bruno Fernandes (54 e 90+3 minutos, o segundo de penálti), assegurando a presença nos oitavos de final da competição.
O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assistiu ao jogo inaugural da seleção portuguesa, enquanto o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, que é a segunda figura do Estado, esteve presente na partida de segunda-feira.

A presença das principais figuras do Estado no Catar tem motivado polémica, pelas críticas que Marcelo e Costa fizeram à violação de Direitos humanos naquele país
, mantendo, contudo as deslocações previstas, que, no caso do chefe do Governo foi agora cancelada, mas por motivos de saúde.


pub