Rali de Portugal: Marco Reis estável e sem fraturas após acidente

| Rali de Portugal

Legenda da Imagem
|

O português Marco Reis (Skoda Fabia R2) foi hoje hospitalizado na sequência do acidente sofrido na 10.ª especial do Rali de Portugal, em Vieira do Minho.

Rali de Portugal: Marco Reis estável e sem fraturas após acidente

Braga, 20 mai (Lusa) - O português Marco Reis (Skoda Fabia R2) foi hoje hospitalizado na sequência do acidente sofrido na 10.ª especial do Rali de Portugal, em Vieira do Minho.

"Obrigado a todos pelas várias mensagens e telefonemas de apoio, eu estou bem não tenho nada partido", escreveu o piloto, na sua página na rede social Facebook.

De acordo com a assessoria de comunicação da prova, o acidente de Marco Reis ocorreu aos 12,96 quilómetros da primeira classificativa do terceiro dia, e o piloto foi aerotransportado para o hospital de Braga, por suspeitas de traumatismo na bacia, enquanto o navegador, Nuno Carvalhosa, ficou ileso.

Fonte da unidade de saúde disse à agência Lusa que Marco Reis, que ocupa o 25.º lugar do Nacional com dois pontos, está estável, sob vigilância e a efetuar exames para diagnosticar a dimensão das lesões.

Reis partiu hoje para o terceiro dia do Rali de Portugal na 48.ª posição da geral, a 40.33,4 minutos do então líder, o estónio Ott Tänak (Ford Fiesta), sendo o 11.º português entre os 16 que alinharam em Vieira do Minho.

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.