Bruno de Carvalho pede atitude e compromisso para a época

| Sporting

Bruno de Carvalho já sentiu o carinho dos sportinguistas na Suíça
|

O presidente do Sporting está desde domingo no estágio da equipa na Suíça. O dirigente viajou de Lisboa com o reforço Marcos Acuña.

À Sporting TV o líder do clube abordou a importância deste período de preparação junto dos emigrantes que são adeptos dos “leões” e justificou: “Tem sido, como sempre, um convívio magnífico em todos os jogos. Já foi assim em estágios anteriores, seja qual for o país. Estes momentos são importantes para eles perceberem que somos humanos. E para nós, para percebermos que do outro lado estão adeptos que sofrem, que são apaixonados pelo clube. E é com isto que nós podemos ter aquilo que eu acho que é muito importante para esta época, que é a atitude e o compromisso”.



Satisfeito com o apoio que a equipa tem recebido o presidente leonino concretizou a sua ideia ao afirmar: “Isto também é criar essa relação, de atitude e compromisso com os objetivos do clube e destes adeptos. Por isso, a resposta foi magnífica. Agora, temos de ser nós a dar a melhor resposta e fazer tudo para sermos os melhores no campeonato”.

Bruno de Carvalho concluiu o seu raciocínio ao especificar: “Durante muito tempo não se teve esta preocupação, de demonstrar claramente àqueles que servem o clube a dimensão mundial do Sporting. Faz com que eles sintam a verdadeira responsabilidade que é envergar esta camisola. E é uma responsabilidade muito, muito grande”.

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Doze meses depois da eleição presidencial de 8 de novembro de 2016, com Donald Trump ao leme da Casa Branca, os Estados Unidos mudaram. E o mundo afigura-se agora mais perigoso.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.