Pepe diz que Ronaldo está "super motivado", apesar dos problemas em Espanha

| Taça das Confederações

|

Pepe, que foi vários anos colega de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, afirmou hoje que o avançado está "super motivado" em ajudar Portugal na Taça das Confederações de futebol, apesar dos problemas que está a ter em Espanha.

"O Cristiano Ronaldo é mais um jogador que está super motivado para ajudar Portugal, como sempre o fez", afirmou Pepe na conferência de imprensa de antevisão do encontro de quarta-feira com a Rússia, em Moscovo, da segunda jornada do grupo A.

Na semana passada, o capitão da seleção nacional foi acusado em Espanha do crime de fraude fiscal, no valor de 15 milhões de euros, e a imprensa desportiva avançou que o jogador português pediu para abandonar o Real Madrid, por estar insatisfeito com o tratamento que está a ter no país.

No domingo, Ronaldo foi titular na estreia de Portugal na Taça das Confederações, no empate (2-2) com o México, e foi eleito o melhor em campo, no duelo que decorreu na Arena Kazan.

Habitualmente, após o jogo, o vencedor do prémio de melhor em campo desloca-se à sala de imprensa para responder a algumas perguntas dos jornalistas, algo que acabou por não suceder com Ronaldo.

Nos outros jogos da competição até agora disputados, Smolov (Rússia), Vidal (Chile) e Draxler (Alemanha) compareceram todos junto dos jornalistas.

A seleção portuguesa de futebol faz ainda hoje, às 19:30 (17:30 de Lisboa), o habitual treino de adaptação ao relvado da Arena Otkrytie, em Moscovo, palco do encontro de quarta-feira com a Rússia.

A partida está marcada para as 18:00 (16:00) e terá arbitragem do italiano Gianluca Rocchi.

 

 

Tópicos:

Ronaldo, Taça,

Pesquise por: Ronaldo, Taça,

A informação mais vista

+ Em Foco

No Telejornal, Bernardo Pires de Lima comentou a decisão da Casa Branca sobre Jerusalém, agora reconhecida como a capital de Israel.

A Coreia do Norte continua a desafiar o mundo com testes de mísseis balísticos e armas nucleares.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.