Djokovic eliminado em Monte Carlo, Nadal com via aberta

| Ténis

|

O tenista sérvio Novak Djokovic, número dois mundial, foi hoje eliminado nos quartos de final do torneio Masters 1000 de Monte Carlo, ao perder com o belga David Goffin (13.º), por 6-2, 3-6 e 7-5.

Vencedor em 2013 e 2015, Djokovic junta-se ao britânico Andy Murray, primeiro do 'ranking' mundial, e ao suíço Stan Wawrinka, terceiro, ambos eliminados na quinta-feira, nos oitavos de final. O sérvio não passa dos quartos de final de um torneio desde a sua vitória em Doha, no início do ano.

O afastamento de Djokovic abre o caminho décima vitória de Rafael Nadal no principado. O espanhol, sétimo jogador mundial, bateu o argentino Diego Schwartzman, por 6-4 e 6-4, e vai enfrentar Goffin nas meias-finais.

A outra meia-final opõe outro espanhol, Albert Ramos, 'carrasco' do croata Marin Cilic, aao francês Lucas Pouille, que eliminou o uruguaio Pablo Cuevas.

A informação mais vista

+ Em Foco

O homem que se deixa guiar mais pela racionalidade e disciplina considera que chegou o momento de “mobilizar os portugueses e com eles restabelecer a confiança num futuro melhor”.

    Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

      Em entrevista ao programa Visão Global da Antena 1, o ministro dos Negócios Estrangeiros reforça o apoio ao diálogo político na Venezuela e falou sobre as relações entre Portugal e Angola.

      O ministro da Administração Interna garante em entrevista à Antena 1 que não será "nem para o ano, nem daqui por dois" que ser resolve o problema dos incêndios em Portugal.