Djokovic eliminado em Monte Carlo, Nadal com via aberta

| Ténis

|

O tenista sérvio Novak Djokovic, número dois mundial, foi hoje eliminado nos quartos de final do torneio Masters 1000 de Monte Carlo, ao perder com o belga David Goffin (13.º), por 6-2, 3-6 e 7-5.

Vencedor em 2013 e 2015, Djokovic junta-se ao britânico Andy Murray, primeiro do 'ranking' mundial, e ao suíço Stan Wawrinka, terceiro, ambos eliminados na quinta-feira, nos oitavos de final. O sérvio não passa dos quartos de final de um torneio desde a sua vitória em Doha, no início do ano.

O afastamento de Djokovic abre o caminho décima vitória de Rafael Nadal no principado. O espanhol, sétimo jogador mundial, bateu o argentino Diego Schwartzman, por 6-4 e 6-4, e vai enfrentar Goffin nas meias-finais.

A outra meia-final opõe outro espanhol, Albert Ramos, 'carrasco' do croata Marin Cilic, aao francês Lucas Pouille, que eliminou o uruguaio Pablo Cuevas.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.