Djokovic eliminado em Monte Carlo, Nadal com via aberta

| Ténis

|

O tenista sérvio Novak Djokovic, número dois mundial, foi hoje eliminado nos quartos de final do torneio Masters 1000 de Monte Carlo, ao perder com o belga David Goffin (13.º), por 6-2, 3-6 e 7-5.

Vencedor em 2013 e 2015, Djokovic junta-se ao britânico Andy Murray, primeiro do 'ranking' mundial, e ao suíço Stan Wawrinka, terceiro, ambos eliminados na quinta-feira, nos oitavos de final. O sérvio não passa dos quartos de final de um torneio desde a sua vitória em Doha, no início do ano.

O afastamento de Djokovic abre o caminho décima vitória de Rafael Nadal no principado. O espanhol, sétimo jogador mundial, bateu o argentino Diego Schwartzman, por 6-4 e 6-4, e vai enfrentar Goffin nas meias-finais.

A outra meia-final opõe outro espanhol, Albert Ramos, 'carrasco' do croata Marin Cilic, aao francês Lucas Pouille, que eliminou o uruguaio Pablo Cuevas.

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevistado no 360, da RTP3, o ministro das Finanças quis sublinhar que o seu cargo governativo não é exclusivo e pode ser compatível com a presidência do Eurogrupo.

Há muitas perguntas no caminho e muitas respostas que só o caminho pode dar. Pela Última Vez - Histórias sobre o fim que não acaba é o título de uma grande reportagem de Isabel Meira para a rádio pública.

Um atentado suicida em Manchester provocou 22 mortos e dezenas de feridos. A explosão decorreu no final de um concerto da digressão de Ariana Grande Dangerous Woman Tour.

    Um dos mais famosos discos dos Beatles faz agora 50 anos. O histórico álbum "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" regressou às lojas com várias edições especiais.