Federer reentra no "top três" e João Sousa desce

| Ténis

Federer voltou a subir no "ranking" mundial de ténis
|

O tenista suíço Roger Federer, que no domingo conquistou pela oitava vez na sua carreira o torneio de Wimbledon, subiu ao terceiro lugar do "ranking" mundial, enquanto o português João Sousa voltou a cair.

Numa lista que continua a ser liderada pelo britânico Andy Murray, Federer ganhou dois lugares e regressou ao "top 3", enquanto o seu compatriota Stan Wawrinka caiu para quinto.

Nos 10 primeiros, destaque ainda para as subidas do austríaco Dominic Thiem e do japonês Kei Nishikori, que passaram a ocupar os sétimo e oitavo postos, respetivamente, enquanto o canadiano Milos Raonic caiu para o nono.

O búlgaro Grigor Dimitrov ganhou uma posição e passou a fechar o "top 10", que já não conta com o francês Jo-Wilfried Tsonga, agora 12º.

Sousa, que foi eliminado na ronda inaugural do torneio britânico, terceiro "Grand Slam" do ano, pelo alemão Dustin Brown (97º da hierarquia), perdeu um lugar e passou a ocupar o 63º posto.

Gastão Elias, o número dois português, deu um trambolhão no "ranking" e passou a ocupar a posição 139, tendo perdido 24 lugares. Pedro Sousa subiu três e segue no 150º posto.

Karolina Pliskova lidera "ranking" mundial


No "ranking" feminino, como já era esperado, a checa Karolina Pliskova passou a número um, tornando-se na 23ª jogadora a liderar a WTA e a primeira do seu país.

Em Wimbledon, apesar de ter sido eliminada na segunda ronda, Pliskova beneficiou da derrota da romena Simona Halep, número dois mundial, para alcançar a liderança da hierarquia.

A ascensão da checa ao primeiro lugar acaba com o reinado da alemã Angelique Kerber, que passou 34 semanas não consecutivas no primeiro lugar.

Michelle de Brito, que falhou a entrada no quadro principal de Wimbledon, saiu do top 200 e caiu para o 317º posto. A portuguesa perdeu 34 posições.


A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.