Gastão Elias na segunda ronda do `challenger` de Santiago

| Ténis

|

O tenista português Gastão Elias manteve-se esta terça-feira firme na sua missão de garantir o acesso direto ao Open da Austrália, ao vencer o espanhol Jaume Munar em dois ‘sets’, na primeira ronda do ‘challenger’ de Santiago.

O número dois nacional, que defende o estatuto de quarto cabeça de série do torneio chileno, impôs-se ao 215.º jogador mundial, com os parciais de 7-6 (7-5) e 6-0, em uma hora e 39 minutos.

Elias começou mal, sofrendo o ‘break’ logo no primeiro jogo do encontro da primeira ronda, mas encadeou cinco jogos consecutivos para ficar a liderar por 5-2. Contudo, quando servia para fechar, com 5-3 no marcador, o jovem espanhol quebrou-lhe o serviço, empurrando a decisão para o ‘tie-break’.

‘Especialista’ em ‘tie-breaks’, o jogador luso conquistou o parcial ao primeiro ‘set point’ e embalou para um triunfo contundente no segundo ‘set’, quebrando o serviço de Munar em três ocasiões, para fechar com 6-0.

Elias, que esta semana subiu à 113.ª posição do ‘ranking’ ATP, continua a somar pontos para cumprir aquele que é o seu objetivo no final desta temporada: entrar diretamente no quadro principal do Open da Austrália, primeiro ‘Grand Slam’ de 2018.

Na próxima ronda, o número dois português vai defrontar o argentino Pedro Cachin, 300.º jogador mundial.

Tópicos:

Ténis, Gastão Elias,

Pesquise por: Ténis, Gastão Elias,

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Doze meses depois da eleição presidencial de 8 de novembro de 2016, com Donald Trump ao leme da Casa Branca, os Estados Unidos mudaram. E o mundo afigura-se agora mais perigoso.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.