Celtics dão passo importante rumo à final

| Basquetebol

Paul Pierce (C) entre os jogadores dos Miami Heat Mario Chalmers (E) e Shane Battier (D)
|

Os Boston Celtics mantiveram-se sexta-feira na corrida por um lugar na final dos "play-offs" da Liga norte-americana de basquetebol profissional (NBA), ao vencerem em casa os Miami Heat por 101-91, no terceiro jogo da final da conferência Este.

Depois de dois desaires em Miami, o segundo no prolongamento, os Celtics dominaram por completo o primeiro embate caseiro, graças sobretudo às atuações de Kevin Garnett, Rajon Rondo e Paul Pierce, todos com mais de 20 pontos.
 
Garnett conseguiu um "duplo duplo", com 24 pontos e 11 ressaltos, Pierce somou 23 pontos e quatro assistências e Rondo terminou com 21 pontos, 10 assistências e seis ressaltos.  
 
Ray Allen, com 10 pontos, e os suplentes Marquis Daniels, com nove, e Keyon Dooling, com sete, também estiveram em bom plano na formação comandada por Doc Rivers. 
 
Por seu lado, LeBron James, com 34 pontos, oito ressaltos e cinco assistências, liderou o conjunto da Florida, secundado, ao longe, por Dwyane Wade, autor de 18 pontos.  
 
Com LeBron a assumir o comando e a acertar quase tudo o que lançava, os Miami Heat começaram melhor e lideravam por seis pontos (22-28) a 2.38 minutos do final do primeiro período.  
 
Mas, então, os Celtics responderam com um parcial de 15-0, em 6.51 minutos: fecharam o parcial inicial já na liderança (30-28) e passaram a vencer por nove (37-28). 
 
Foi o momento decisivo do encontro, já que os anfitriões jamais perderam a liderança do marcador, tendo fechado a primeira parte com 13 pontos de vantagem (55-42). 
 
O avanço foi aumentando ainda mais ao longo do terceiro período, que fechou com 22 pontos a separar as duas equipas (85-63), e teve o seu ponto máximo no início do quarto (87-63). 
 
Com três "triplos" de Mike Miller, os Miami Heat ainda esboçaram uma reação, colocando-se a oito pontos (97-85, a 3.09 minutos), mas já era tarde demais: Rondo voltou a assumir o comando e os Celtics controlaram o jogo até ao final. 
 
"Tinha dito após o segundo jogo que corrigiríamos algumas coisas e jogaríamos com mais inteligência. Foi isso que sucedeu. Era um jogo decisivo para nós e demos uma passo na direção certa", disse Doc Rivers.

O quarto encontro da eliminatória realiza-se domingo (madrugada de segunda-feira em Lisboa), de novo em Boston. 

A informação mais vista

+ Em Foco

Ao longo desta semana, há vozes com sotaque de Nações Unidas para ouvir na Antena 1 e no site da RTP. Testemunhos de estrangeiros em Portugal recolhidos a poucos dias de António Guterres assumir a liderança da ONU.

    Nos caminhos que levam a Mossul, no Iraque, cruza-se a vontade de conquista e a desesperança dos que fogem da guerra. A Antena 1 nos territórios que já foram do Estado Islâmico. «Iraque: os dias do desespero» reportagem de José Manuel Rosendo.

      Imagine que a boneca ou o robô que comprou para os seus filhos está a transmitir, via áudio, tudo o que se passa lá em casa. E esse não é o maior perigo.

        Nasceu em 1951 e já foi um local com uma vida própria e entusiasmante nos arredores de Cascais. Ao longo dos anos, o Edifício Cruzeiro foi-se degradando. Agora terá nova vida.