Patrício, Bruno Fernandes e Gelson no plantel do ano da Liga Europa

| 1.ª Liga

Rui Patrício foi escolhido para fazer parte da equipa da Liga Europa
|

Rui Patrício, Bruno Fernandes e Gelson Martins, todos do Sporting, estão entre os 18 jogadores que integram o ‘plantel do ano’ da edição 2017/18 da Liga Europa de futebol, anunciou esta quinta-feira a UEFA.

O Sporting, que ‘caiu’ nos quartos de final, é mesmo a segunda equipa mais representada na lista, em conjunto com o Marselha, que também tem três elementos e alcançou a final da competição.

O Atlético Madrid, ‘carrasco’ da equipa de Alvalade e vencedor do troféu, lidera as escolhas dos observadores técnicos da UEFA com seis jogadores, enquanto Salzburgo e Leipzig têm, ambos, dois e AC Milan e Lazio também estão representados, com um cada.

No site oficial do organismo que rege o futebol europeu, os mesmos observadores técnicos colocam um texto a justificar as suas escolhas, indicando que Rui Patrício é uma das unidades “mais importantes no Sporting”.

Para o ‘juri’, Bruno Fernandes é “entusiasmante” e marcou um dos “melhores golos desta edição” da prova, frente ao Astana, enquanto Gelson Martins “impressionou e, sendo um jovem brilhante, tem um futuro promissor”.

Na quarta-feira, o Atlético Madrid conquistou a Liga Europa ao bater na final o Marselha, por 3-0.

Plantel 2017/18 da Liga Europa:

Guarda-redes:
Oblak (Atlético Madrid) e Rui Patrício (Sporting)

Defesas: Bonucci (AC Milan), Godín (Atlético Madrid), Lainer (Salzburgo) e Sarr (Marselha)

Médios: Luiz Gustavo (Marselha) Bruno Fernandes (Sporting) Keita (Leipzig), Koke (Atlético Madrid), Saúl (Atlético Madrid), Gabi (Atlético Madrid), Payet (Marselha) e Samassékou (Salzburgo)

Avançados: Gelson Martins (Sporting), Griezmann (Atlético Madrid), Immobile (Lazio) e Werner (Leipzig)

Tópicos:

Liga Europa, Sporting,

Pesquise por: Liga Europa, Sporting,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.