Pelotão da Volta a França prepara acesso aos Alpes

| Ciclismo

Cristopher Froome arranca para a última semana da Volta a França na liderança
|

Depois do segundo e último dia de descanso desta Volta a França, passado em Le Puy-en-Velay, a histórica localidade situada na zona do Alto Loire, é esta terça feira o ponto de partida para uma etapa sem dificuldades para a despedida do maciço central e ao mesmo tempo véspera de novo dia complicado na alta montanha.

A etsapa do dia a 16ª na distância de165 km liga Puy-en-Velay a Romans-sur-Isére.

O “Tour” entra na última e decisiva semana de prova com Chris Froome de amarelo.

Na luta pela sobrevivência nos Alpes, principalmente nas próximas quarta e quinta feira, Fabio Aru, Romain Bardet e Rigoberto Uran são os ciclistas que mais podem incomodar o líder da Sky.

Fabio Aru é segundo a 18 segundos do líder, Romain Bardet terceiro a 23s e Rigoberto Uran quarto a 29s.

O único português em prova Tiago Machado está no 76º posto. O corredor da Katusha tem sido um dos motores do pelotão assumindo  o comando das etapas durante largos quilómetros. O próximo desafio do corredor é resistir à terceira semana da competição naquela que é a sua terceira presença corrida.

O corredor de Famalicão já correu o "Tour" por duas vezes tendo terminado na mesma posição (72º lugar), em 2014 e 2015.

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.