Em direto
Euro2024. Acompanhe aqui, ao minuto, o encontro do Grupo B entre Itália e Albânia

Treinador Sérgio Conceição renova com o FC Porto até 2028

por Lusa
Rita Franca via Reuters Connect

O treinador Sérgio Conceição prolongou contrato com o FC Porto por mais quatro épocas, até junho de 2028, anunciou hoje o vice-campeão nacional de futebol, na antevéspera das eleições `azuis e brancas` para o quadriénio 2024-2028.

"A Futebol Clube do Porto -- Futebol, SAD vem, nos termos do artigo 29º Q do Código dos Valores Mobiliários, informar o mercado que chegou a acordo para prolongar por quatro épocas desportivas, ou seja, até 30 de junho de 2028, o contrato de trabalho que liga a sociedade ao treinador da sua equipa principal de futebol, Sérgio Paulo Marceneiro Conceição", indicou a SAD portista, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Recordista de jogos, vitórias e conquistas no comando do FC Porto, que já orienta desde 2017/18, o técnico, de 49 anos, foi campeão nacional em 2017/18, 2019/20 e 2021/22 e tinha renovado pela última vez há três anos, ficando ligado até ao final desta temporada.

Além das conquistas alternadas de três edições da I Liga, o antigo extremo internacional português venceu três taças de Portugal (2019/20, 2021/22 e 2022/23), três supertaças Cândido de Oliveira (2018, 2020 e 2022) e uma Taça da Liga (2022/23), mas vive agora o momento de menor fulgor desportivo dessas quase sete épocas inteiras nos `dragões`.

O FC Porto já está arredado do título de campeão nacional e quase afastado da próxima Liga dos Campeões, ao ser terceiro colocado da I Liga a quatro jornadas do final, com os mesmos 62 pontos do Sporting de Braga, a 18 do líder isolado Sporting - que enfrenta no domingo, no Dragão, num encontro da 31.ª ronda -, e a 11 do Benfica, detentor do cetro.

A época iniciou com uma derrota face às `águias` na Supertaça Cândido de Oliveira (2-0), em Aveiro, prosseguindo com os afastamentos na fase de grupos da Taça da Liga e nos oitavos de final da Liga dos Campeões, ao perder no desempate por grandes penalidades (4-2, após igualdade 1-1 nas duas mãos) com o Arsenal, vice-campeão e líder da Liga inglesa.

A única chance de o FC Porto evitar uma inédita época em `branco` sob alçada de Sérgio Conceição passa pela final da Taça de Portugal, em 26 de maio, no Estádio Nacional, em Oeiras, com os vencedores das últimas duas edições da prova a defrontarem o Sporting.

O treinador natural de Coimbra tinha sido contratado para suceder a Nuno Espírito Santo no verão de 2017, regressando ao clube no qual acabou a sua formação como jogador e conquistou cinco troféus em duas passagens pelo conjunto principal (1996-1998 e 2004).

Antes do FC Porto, Sérgio Conceição treinou Olhanense (2012-2013), Académica (2013-2014), Sporting de Braga (2014/15), Vitória de Guimarães (2015/16) ou os franceses do Nantes (2016/17), iniciando a carreira nos bancos como adjunto dos belgas do Standard Liège (2010/11), um dos clubes representados durante uma década e meia como atleta.

A renovação do treinador tinha sido avançada desde quarta-feira por Pinto da Costa e foi consumada no último dia de campanha previsto no regulamento eleitoral `azul e branco`.

As eleições dos órgãos sociais do FC Porto para o quadriénio 2024-2028 são disputadas por três candidaturas, lideradas por Pinto da Costa (lista A), André Villas-Boas (B), antigo treinador da equipa de futebol, e Nuno Lobo (C), empresário e professor, incluindo ainda uma lista independente ao Conselho Superior comandada por Miguel Brás da Cunha (D).

O ato eleitoral decorrerá no sábado, entre as 09:00 e as 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto, numa altura em que Pinto da Costa está a cumprir o 15.º mandato seguido, desde 1982, e detém o estatuto de dirigente com mais títulos e longevidade do futebol mundial.

 

pub