Conselho de Disciplina abre processo ao Sporting

| Futebol Nacional

O Conselho de Disciplina da FPF decidiu intervir averiguar as denúncias que recaem sobre o Sporting
|

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol abriu, esta quinta-feira, um processo de inquérito por causa das denúncias de eventuais actos de corrupção relativos ao Sporting Clube de Portugal.

Em comunicado, publicado no site do Conselho de disciplina (CD), o órgão informa que foi instaurado um processo de inquérito por decisão do presidente do Conselho de Disciplina, no âmbito da operação Cashball, em que quatro pessoas foram detidas, entre elas André Geraldes, "team manager" do Sporting.

De acordo com o documento "o processo foi enviado, hoje (quinta-feira), à Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional mantendo-se em segredo até ao fim do inquérito".

A Polícia Judiciária (PJ) deteve na última quarta-feira quatro pessoas, incluindo o diretor para o futebol do Sporting, André Geraldes, e efetuou buscas na SAD do Sporting, em Lisboa, por “suspeitas de corrupção ativa”, no âmbito de uma operação denominada ‘Cashball’.

Em comunicado, o Sporting também confirmou a realização de buscas em instalações do clube e indica que dois colaboradores seus foram constituídos arguidos.

A investigação da PJ levou à detenção do “team manager” do clube, André Geraldes, e também de Paulo Silva, suposto intermediário em casos de alegada corrupção em jogos de andebol e de futebol, e de João Gonçalves e Gonçalo Rodrigues, funcionário do clube.

A informação mais vista

+ Em Foco

Ocupou durante 60 anos vários cargos nas Nações Unidas e viria a deixar a sua marca na história da organização. Kofi Annan morreu em Berna aos 80 anos.

Quem pensa que a “Guerra das Estrelas” é apenas o título de uma saga de ficção científica não está a par do que Estados Unidos e Rússia estão a engendrar.

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.