Jogadores do Sporting garantem presença no Jamor

| Futebol Nacional

Os jogadores da equipa principal do Sporting garantem que estarão domingo na final da Taça de Portugal, no Jamor
|

Os futebolistas da equipa principal do Sporting vão mesmo jogar a final da Taça de Portugal, apurou a Antena 1.

A Antena 1 apurou que os jogadores decidiram marcar presença no Jamor mas recusam voltar a treinar na Academia de Alcochete, até ao jogo de domingo, dia da final.

O plantel leonino esteve reunido esta quarta-feira de manhã, num hotel de Lisboa, com representantes do sindicato de jogadores.

Um encontro que envolveu também os advogados, tanto do sindicato como de jogadores e desta reunião saiu a decisão de marcar a presença na final.

Os jogadores vão vestir a camisola e representar o Sporting mas este pode ser o último jogo para alguns, uma vez que está em cima da mesa a possibilidade de rescisões por justa causa a partir de segunda-feira.
Treino no Estádio Nacional terá policiamento reforçado
O treino do Sporting no Estádio Nacional, previsto para sexta-feira, de preparação para a final da Taça de Portugal em futebol, terá policiamento reforçada, informou um porta-voz da Policia de Segurança Pública (PSP).

"Estes treinos são sempre policiados, mas, neste caso, haverá, necessariamente, um reforço, em função dos recentes acontecimentos", revelou o intendente Hugo Palma, sem quantificar a dimensão do reforço do dispositivo policial.

Pelo contrário, o plano de segurança para o jogo de domingo, entre o Sporting e o Desportivo das Aves, no Estádio Nacional, em Oeiras, não sofrerá alterações, "até porque já é considerado um jogo de risco elevado".

"Estes acontecimentos não vão implicar alterações ao planeamento da segurança para a final da Taça. Todos os cuidados adicionais - até porque se trata de um estádio que não é convencional - já estão devidamente acautelados", explicou Hugo Palma.

O treino previsto para sexta-feira, com início às 10h00, poderá ser o único que a equipa do Sporting disputará antes da final da Taça de Portugal, na sequência dos incidentes ocorridos na terça-feira, na Academia de Alcochete.

Cerca de meia centena de pessoas, de cara tapada, alegadamente adeptos 'leoninos', invadiram a Academia de Alcochete e, depois de terem percorrido os relvados, chegaram ao balneário da equipa principal, agredindo vários jogadores, entre os quais Bas Dost, Acuña, Rui Patrício, William Carvalho, Battaglia e Misic e outros membros da equipa técnica.


A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.