Jogadores do Sporting garantem presença no Jamor

| Futebol Nacional

Os jogadores da equipa principal do Sporting garantem que estarão domingo na final da Taça de Portugal, no Jamor
|

Os futebolistas da equipa principal do Sporting vão mesmo jogar a final da Taça de Portugal, apurou a Antena 1.

A Antena 1 apurou que os jogadores decidiram marcar presença no Jamor mas recusam voltar a treinar na Academia de Alcochete, até ao jogo de domingo, dia da final.

O plantel leonino esteve reunido esta quarta-feira de manhã, num hotel de Lisboa, com representantes do sindicato de jogadores.

Um encontro que envolveu também os advogados, tanto do sindicato como de jogadores e desta reunião saiu a decisão de marcar a presença na final.

Os jogadores vão vestir a camisola e representar o Sporting mas este pode ser o último jogo para alguns, uma vez que está em cima da mesa a possibilidade de rescisões por justa causa a partir de segunda-feira.
Treino no Estádio Nacional terá policiamento reforçado
O treino do Sporting no Estádio Nacional, previsto para sexta-feira, de preparação para a final da Taça de Portugal em futebol, terá policiamento reforçada, informou um porta-voz da Policia de Segurança Pública (PSP).

"Estes treinos são sempre policiados, mas, neste caso, haverá, necessariamente, um reforço, em função dos recentes acontecimentos", revelou o intendente Hugo Palma, sem quantificar a dimensão do reforço do dispositivo policial.

Pelo contrário, o plano de segurança para o jogo de domingo, entre o Sporting e o Desportivo das Aves, no Estádio Nacional, em Oeiras, não sofrerá alterações, "até porque já é considerado um jogo de risco elevado".

"Estes acontecimentos não vão implicar alterações ao planeamento da segurança para a final da Taça. Todos os cuidados adicionais - até porque se trata de um estádio que não é convencional - já estão devidamente acautelados", explicou Hugo Palma.

O treino previsto para sexta-feira, com início às 10h00, poderá ser o único que a equipa do Sporting disputará antes da final da Taça de Portugal, na sequência dos incidentes ocorridos na terça-feira, na Academia de Alcochete.

Cerca de meia centena de pessoas, de cara tapada, alegadamente adeptos 'leoninos', invadiram a Academia de Alcochete e, depois de terem percorrido os relvados, chegaram ao balneário da equipa principal, agredindo vários jogadores, entre os quais Bas Dost, Acuña, Rui Patrício, William Carvalho, Battaglia e Misic e outros membros da equipa técnica.


A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.