Segundo dia de caos aéreo no Continente Europeu

Segundo dia de caos aéreo no Continente Europeu
legenda da imagemMais de um milhão de passageiros retidos em toda a Europa devido à nuvem de cinzas que cobre vários países
Adam Warzawa, EPA

O Presidente da República Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva, ficou retido em Praga devido ao encerramento do espaço aéreo da República Checa. As autoridades checas decidiram encerrar o aeroporto quando eram dez da manhã em Lisboa devido ao efeito da nuvem de cinza, libertada pelo vulcão na Islândia.

Paises afectados pela núvem de cinzas

Espaço aéreo encerrado:

- Bélgica
- República Checa
- Dinamarca
- Estónia
- Finlândia
- Hungria
- Lituãnia
- Letónia
- Holanda
- Eslováquia
- Suíça (a partir das 22h00 GMT)

Encerramento parcial:

- Áustria
- França (norte do país)
- Alemanha (maior parte dos aeroportos encerrados)
- Noruega (norte do país)
- Polónia (maior parte dos aeroportos encerrados)
- Irlanda (maior parte do espaço aéreo normalizado hoje)
- Suécia (espaço aéreo a norte aberto hoje)
- Inglaterra (praticamente todo o país afectado)
A Presidência da República tinha ponderado antecipar o regresso a Lisboa da comitiva, mas já não foi possível porque as autoridades de Praga decidiram antecipar o fecho do espaço aéreo para a manhã, quando inicialmente apenas estava previsto para a tarde.

O Presidente da República vai ficar pelo menos até amanhã de manhã em Praga, foram esta tarde informados os jornalistas que acompanham a visita de Cavaco Silva.

Um novo ponto de situação será feito às 08h00 de sábado.

Cavaco Silva não foi o único a ver os seus planos frustrados pelo caos que reina nas ligações aéreas europeias. Devido ao encerramento do espaço aéreo alemão, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, viu-se forçada a fazer uma escala inesperada em Lisboa, no regresso de uma viagem aos Estados Unidos. (ver vídeo)

O primeiro-ministro português, José Sócrates foi ao aeroporto de Figo Maduro receber a chefe do Governo alemão, que deverá pernoitar em Lisboa e retornar à Alemanha ao início da tarde de sábado, devido às regras que estipulam os tempos de paragem obrigatórios para a tripulação do avião.

As perturbações aéreas estão também a preocupar as autoridades polacas, que temem que a paralisação dos voos ameace a chegada dos líderes mundiais convidados para os funerais de Estado do presidente Lech Kaczynsky e da sua mulher Maria, que terão lugar em Cracóvia, no sul do país.

A família do falecido Chefe de Estado insitiu que as exéquias se realizem como planeado. Os presidentes Barack Obama dos Estados Unidos e Dmitri Medvedev da Rússia estão entre os convidados e até ao momento ninguém cancelou a sua presença.

Situação pior do que a de ontemA agência europeia de tráfego aéreo, "Eurocontrol", diz que as perturbações do tráfego aéreo ocorridas hoje foram ainda piores do que as de quinta-feira. As nuvens de cinzas vulcânica provenientes da Islândia provocaram o cancelamento de mais de 17 000 voos na Europa, o equivalente a 60% do total. A mesma agência estima que cerca de 1,3 milhões de passageiros foram afectados pela situação. Dos 300 voos transatlânticos que aterram diariamente no Continente Europeu, apenas cerca de 120 puderam fazê-lo esta sexta-feira.

A "Eurocontrol" prevê que a situação se prolongue ao longo de sábado, à medida que as núvens de cinza se vão lentamente deslocando para Leste e para Sul. Brian Flynn, um porta-voz da agência avisa:"Vai haver perturbações significativas do tráfego aéreo amanhã". Este responsável acrescentou que a agência vai realizar na segunda-feira uma reunião de responsáveis de aviação dos 40 países que integram a "Eurocontrol".

Os problemas do tráfego aéreo estão a causar gravíssimos prejuízos às transportadoras aéreas, mas beneficiam outros serviços, como as empresas ferroviárias, hotéis e agências de aluguer de automóveis, que desde ontem têm vindo a registar uma procura desmedida.

Mais de 400 voos cancelados em Portugal

A Ana - Aeroportos de Portugal informou ao final da tarde que 426 voos foram cancelados entre quinta-feira e hoje.

A maioria dos destinos e origens destes voos são na Europa Central, Europa do Norte e principalmente Reino Unido.

Relativamente aos aeroportos nacionais geridos pela ANA e pela ANAM -  Aeroportos da Madeira, foram hoje cancelados 263 voos, até ao final do dia.

Lisboa foi o aeroporto mais afectado com 107 voos cancelados. Em Faro foram anulados 86 voos, no Porto 53, em Ponta Delgada 2 e na Madeira 15.

A ANA volta a aconselhar todos os passageiros a contactar "as companhias aéreas em que pretendem viajar ou as suas agências de viagem para conhecerem o estado dos seus voos antes de se dirigirem para os aeroportos".

TAGS: núvem de cinza, voos cancelados, vulcão Islândia, Cavaco Silva,

Últimas Notícias de País