Foto: Lusa

GNR dá formação a 1700 "parceiros" civis para servirem de elo de ligação

A GNR quer contar com maior apoio dos cidadãos e por isso foram formadas cerca de 1700 pessoas para servirem de elo de ligação com esta força policial. Através do Programa Interlocutor Local de Segurança, a GNR espera que estas pessoas possam melhorar a relação das populações com a Guarda, em especial no que se refere a ações de sensibilização e prevenção.

A GNR está a dar formação a civis para servirem de interlocutores junto da população. De norte a sul do país já foram formadas cerca de 1700 pessoas, autarcas, padres, agentes de IPSS, que junto das populações vão ajudar a promover acções de sensibilização e prevenção das forças policiais.

O chefe da repartição de programas especiais da GNR, o major Fonseca, explicou à Antena 1 que estas pessoas podem também fornecer às forças policiais informação privilegiada sobre o que se passa nas comunidades.

Declarações do major Fonseca, entrevistado pela jornalista Olívia Santos, sobre as ações de formação da GNR a civis, pessoas que se pretende sejam interlocutores das forças policiais junto das suas comunidades.

  • .Corrigir
  • .Leia-me
  • .Imprimir
  • .Enviar
  • .Partilhar
  • .Aumentar
  • .Diminuir