Tufão nas Filipinas já pode ter causado 1.200 mortes

Cerca de 1.200 pessoas poderão ter morrido na passagem do tufão Haiyan pelas Filipinas, um dos mais fortes de sempre em todo o planeta, anunciou hoje a Cruz Vermelha local.

"Trata-se de uma avaliação. Outros (as autoridades) devem fazer a contagem" concreta das perdas humanas provocadas pela tempestade, disse à AFP a secretária geral da Cruz Vermelha filipina, Gwendolyn Pang.

As autoridades locais referem os ventos com uma média de 235 quilómetros por hora, mas as rajadas chegaram aos 315 quilómetros por hora em alguns pontos, a que se juntam tempestades no mar, com vagas que atingiram as cidades costeiras.

"Imaginem uma faixa de um quilómetro a entrar pela costa vinda do mar e todas as cabanas, tudo destruído", disse o secretário de Estado Mar Roxas, depois de visitar as cidades costeiras de Leyte, uma das regiões do este do arquipélago.

Algumas horas antes, o número oficial de mortos apontado pelo Governo era 138.

Agora com várias equipas de resgate no terreno a tentar chegar a diversas comunidades ao longo dos 600 quilómetros ilhas, as autoridades dizem não ter possibilidade de avançar o número concreto de mortos provocados pelo tufão.

"É uma destruição em massa. As ruas têm automóveis como se tivessem sido jogados e estão cheias de detritos", disse o coordenador da equipa de regaste de desastres da ONU, Sebastian Rhodes Stampa, que chegou a Tacloban, a capital de Leyte com 220 mil habitantes, que está destruída.

"A última vez que vi algo desta escala foi após o tsunami do Oceano Índico", acrescentou, referindo-se ao desastre de 2004 que provocou 220 mil mortos.

Militares, trabalhadores do Estado, e organizações não governamentais estão a tentar chegar às populações para levar ajuda.

Cerca de 800 mil pessoas que estavam em zonas de perigo foram levadas para centros de acolhimento, enquanto milhares de embarcações em todo o arquipélago foram aconselhadas a permanecer nos portos e centenas de voos foram cancelados.

TAGS:Cruz Vermelha, Haiyan, Leyte, Oceano Índico,

  • .Corrigir
  • .Leia-me
  • .Imprimir
  • .Enviar
  • .Partilhar
  • .Aumentar
  • .Diminuir