Reportagem
|

Covid-19. A situação do novo coronavírus ao minuto no país e no mundo

por RTP

Foto: Adriano Machado - Reuters

Acompanhamos aqui todos os desenvolvimentos sobre a propagação do novo coronavírus em território português e à escala internacional.

Mais atualizações


22h43 - A análise do infeciologista António Silva Graça

Num cenário de pandemia, admite-se a possibilidade de que "todos podemos ser infetados", afirmou esta quarta-feira no Telejornal o infeciologista António Silva Graça.

"O esforço é que não sejamos todos infetados num curto intervalo de tempo", razão pela qual as medidas de contenção são as mais necessárias, acrescentou.

Daí que, sublinhou o médico, quando se determinam medidas como o encerramento de escolas, "não é para os alunos irem socializar", mas sim para ficarem em isolamento.

O especialista lembrou que a designação de pandemia se "utiliza quando se dá a disseminação, a multiplicação, do vírus de uma forma não controlada em dois ou mais continentes".

Ao designar como "pandemia" a epidemia do novo coronavírus, a OMS terá tentado transmitir "um alerta muito mais forte, para reforçar as medidas que os diferentes países estão a tomar" para o combater, explicou.

22h40 - O que fazer quando um familiar é infetado?

Quando um familiar nosso é infetado ou em caso de quarentena dentro de casa é fundamental garantir a contenção do vírus.

Por isso, as regras que devemos ter na rua devem manter-se em casa mas de uma forma bem mais reforçada.

22h34 - Realização do Euro 2020 em risco devido ao coronavírus

Está em risco a realização do Euro 2020 por causa do Coronavírus. A UEFA exige que os governos dos 12 países que vão receber a prova garantam todas as condições de segurança.

Na preparação para o Europeu foi entretanto cancelado o torneio no Qatar, no qual deveria participar a seleção portuguesa.

21h47 - Escolas só fecham por "determinação expressa" das autoridades de saúde

De acordo com Jorge Torgal, membro do Conselho Nacional de Saúde Pública, a reunião concluiu que as escolas só devem fechar por "determinação expressa das autoridades".Ou seja, o órgão consultivo não aconselha, para já, o encerramento generalizado das escolas.

"Só se justifica o encerramento total de estabelecimentos de ensino por determinação expressa das autoridades de saúde", acrescentou.

Para o Conselho Nacional de Saúde Pública, não se justifica o encerramento de museus e espaços sociais.

A diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, esclareceu ainda que o encerramento de escolas deverá ser avaliado "caso a caso, situação a situação".

A decisão do Governo será conhecida na quinta-feira após o Conselho de Ministros. Ao final da tarde de quarta-feira, o primeiro-ministro tinha referido que o Governo iria adotar medidas consoante as deliberações dos especialistas.

21h42 - Universidade do Porto suspende aulas presenciais

A Universidade do Porto vai suspender as aulas presenciais nas 14 faculdades daquela instituição a partir de amanhã e por tempo indeterminado, para combater a propagação da epidemia da doença Covid-19.

21h25 - Bancos pedem a clientes que evitem deslocar-se aos balcões

Os bancos pedem aos clientes para evitarem as deslocações a balcões e para utilizarem a internet.

A Associação Portuguesa de Bancos, alerta que estas medidas devem aplicar-se sobretudo à população mais vulnerável, como idosos, doentes crónicos e pessoas com sistemas imunitários enfraquecidos.

21h22 - Hospitais de Itália à beira da rotura

A Itália é o maior foco de infeções de coronavírus na Europa e o segundo caso mais grave do mundo.


21h14 - Itália encerra espaços comerciais

Lojas, restaurantes, bares ou cabeleireiros, por exemplo, vão ser encerrados.

Só os negócios de primeira necessidade, como supermercados e farmácias, permanecem abertos.

20h51 - Terminou a reunião do Conselho Nacional de Saúde

O grupo reuniu durante mais de cinco horas. À saída, nenhum dos intervenientes prestou declarações aos jornalistas, remetendo para a próxima conferência de imprensa com a ministra da Saúde, Marta Temido, e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

20h25 - Primeiro-ministro remete decisão sobre escolas para amanhã

Em declarações aos jornalistas em Berlim, o primeiro-ministro diz que o Conselho de Ministros de quinta-feira irá analisar as recomendações técnicas.

Sobre as escolas, António Costa sublinhou que "esta noite não vai seguramente ser decretado nada" e que o anúncio sobre essa decisão será feito esta quinta-feira.

20h01 - Jogos da seleção portuguesa de futebol no Qatar cancelados

A seleção portuguesa de futebol já não vai participar no torneio internacional no Qatar, que estava marcado para o final do mês de março, devido à pandemia de Covid-19, anunciou esta quarta-feira a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).




19h51 - Açores em alerta até 31 de março

O Governo dos Açores declarou o estado de alerta no arquipélago até ao dia 31, não excluindo a prorrogação deste prazo ou a passagem às fases seguintes previstas no plano relativo ao surto de Covid-19, nomeadamente o estado de contingência.

Ainda não há registo de casos positivos de Covid-19.

19h20 - Mulher de Luís Sepúlveda desmente informação

Carmen Yáñez garante que o escritor chileno não está em coma. Em declarações ao jornal local 24 horas, a mulher de Sepúlveda diz que o escritor está "sedado" mas não em coma.

19h00 - Bruxelas garante flexibilidade orçamental a Roma e admite ajudas estatais

A Comissão Europeia garantiu esta quarta-feira que vai ser flexível na avaliação do cumprimento por Itália das regras orçamentais comunitárias, devido aos impactos no país do novo coronavírus, admitindo também que Roma avance com ajudas estatais em "circunstâncias excecionais".

18h58 - Balanço em Espanha

Há nesta altura 54 vítimas mortais e mais de 2.200 casos confirmados em território espanhol

18h56 - Balanço em França

Nesta altura, em França, há registo de 48 vítimas mortais. Há um total de 2281 casos positivos, mais 500 do que ontem. Destes, 105 estão em unidades de cuidados intensivos.

Foram ainda proibidas todas as visitas aos lares de terceira idade e é desaconselhada a permanência de netos com os avós, num período em que as escolas estão encerradas. 

18h54 - Madrid. Museus dependentes do Ministério da Cultura fecham

O Museu do Prado e o Museu Rainha Sofia, são alguns dos espaços que vão estar encerrados.

18h49 - Primeiro-ministro recebe partidos com assento parlamentar para informar sobre plano de contingência em Portugal

Os encontros no Palácio de São Bento acontecem depois do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

18h43 - Santos Silva diz que líderes europeus não podem voltar a ser "esquizofrénicos"

O ministro dos Negócios Estrangeiros defendeu quarta-feira que os líderes europeus não podem ser "esquizofrénicos" em relação ao coronavírus como na crise financeira e, num momento, aprovar medidas para contrariar a recessão económica e depois castigar a sua execução.

Augusto Santos Silva participou esta tarde no debate no Parlamento sobre as prioridades da presidência do Conselho da União Europeia e a participação de Portugal na Cooperação Estruturada Permanente.

Em resposta ao deputado do CDS-PP João Almeida, o ministro dos Negócios Estrangeiros quis sossegar o centrista lembrando que, na videoconferência que reuniu na terça-feira todos os membros do Conselho Europeu, a intervenção do primeiro-ministro, António Costa, foi justamente esta: "Nós não podemos voltar a ser - se me permite a expressão, apenas metafórica - esquizofrénicos".

"Num momento, aprovar que precisamos de contrariar a recessão económica, e esse é o nosso objetivo essencial, e temos que pôr entre parenteses a disciplina orçamental, e, no momento seguinte, estar a castigar a nossa própria execução do nosso compromisso. E isso desta vez não sucederá", assegurou.

18h25 - Universidade de Aveiro fechada

A Universidade de Aveiro determinou a suspensão de todas as atividades letivas entre 12 e 27 de março.

18h18 - Basílica da Sagrada Família reduz capacidade para mil pessoas

A basílica da Sagrada Família, em Barcelona, vai reduzir a sua capacidade para um máximo de mil pessoas, a partir de quinta-feira face ao surto de Covid-19.

18h15 - Greta Thunberg apela para uma greve climática digital

A ativista sueca Greta Thunberg lançou um apelo para que a próxima greve climática mundial, agendada para sexta-feira, seja uma greve digital, face aos receios relativos ao surto de Covid-19 e às recomendações para evitar multidões.

17h32 - Subiu para 827 o número de mortos em Itália

Nas últimas 24 horas morreram 196 pessoas, uma subida de 31 por cento face ao dia anterior.

17h29 - CCB e Culturgest cancelam eventos

O Centro Cultural de Belém anunciou esta quarta-feira que decidiu cancelar a programação de espectáculos e conferências nos seus espaços, bem como ações destinadas a público escolar e visitas de grupo até 5 de abril.

Já a Culturgest anunciou o cancelamento de eventos públicos entre 12 de março e 3 de abril.

17h06 - Conselho e Congresso da FIFA adiados

O Conselho e o Congresso da FIFA foram ambos adiados pelo organismo de cúpula do futebol mundial, com o primeiro a passar para junho ou julho e o segundo para setembro.

17h02 - Luis Sepúlveda está em coma induzido

O escritor chileno infetado por COVID-19 participou no festival Correntes D'Escritas, na Póvoa de Varzim, no final de fevereiro.

16h35 - Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra anuncia primeiro caso do novo coronavírus em isolamento nos hospitais

Um infetado pelo Covid-19 foi hoje internado no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

16h30 - OMS declara COVID-19 como pandemia

O anúncio foi feito esta quarta-feira pelo diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.



"Estamos profundamente preocupados com os níveis alarmantes de disseminação e severidade e com os níveis de inação. Por isso, fizemos a avaliação de que o COVID-19 deve ser caracterizado como pandemia", disse o responsável. 

"Não podemos dizer isto de forma mais clara ou contundente. Todos os países podem mudar o curso desta pandemia", acrescentou ainda Ghbreysus.

Um dos casos mais preocupantes é o do Irão. A OMS considera que a situação no país é "muito grave" e apelou a maior vigilância e maiores cuidados dos doentes.

A organização considera que os iranianos estão a fazer o que podem, mas debatem-se com falta de material e de equipamentos médicos.

A OMS enviou 40 mil testes nas últimas 24 horas, mas os suprimentos são "muito, muito escassos" e está a ser complicado encontrar fornecedores.

Mike Ryan fez notar que, além do Irão, a Itália está também na linha da frente do coronavírus e deixou um aviso: "outros países "estarão muito em breve nessa situação".

16h29 - Primeira vítima mortal na Irlanda

16h29 - Suécia confirma primeira vítima mortal

O doente estava internado nos cuidados intensivos.

15h44 - Dois casos positivos em doentes internados em Lisboa

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) confirma numa circular interna que há dois casos de doentes internados que foram diagnosticados com o novo coronavírus.

Os dois doentes foram de imediato transferidos para a Unidade de Isolamento Respiratório.

Perante esta situação, o CHULN, que engloba os hospitais Santa Maria e Pulido Valente, suspenderam os internamentos as unidades onde estavam estes doentes e vão realizar testes laboratoriais para diagnóstico do COVID-19 a todos os doentes internados nessas mesmas unidades.

Serão ainda identificados os doentes que tenham sido transferidos, que tenham tido alta,m e ainda os profisisonais que tenham tido contacto com os dois doentes que foram diagnosticados.

15h31 - A vice-presidente do Congresso dos Deputados de Espanha, Ana Pastor, testou positivo para o Covid-19.

15h24 – Instituto de Engenharia de Coimbra inicia "alternativas de ensino"

As aulas teóricas, teórico-práticas e tutoriais no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) vão decorrer, no mesmo horário, via web, anunciou hoje o estabelecimento, cujas atividades letivas presenciais foram suspensas devido à epidemia do coronavírus.

15h12 – Costa do Marfim confirma primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus.

15h07 – Canadá lança fundo de 640 ME para apoiar economia

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciou a criação de um fundo de mil milhões de dólares canadianos (cerca de 640 milhões de euros) para apoiar a economia nacional perante o desenvolvimento do novo coronavírus, designado Covid-19.

O fundo "vai disponibilizar financiamento às províncias e territórios para ajudá-las a estar preparadas contra qualquer eventualidade", afirmou Trudeau.

Por outro lado, esta medida tem em vista fortalecer os sistemas de saúde e a assistência financeira aos cidadãos obrigados a ficar em isolamento.

"Ninguém se deve preocupar com o seu trabalho, caso necessite de ficar de quarentena", apontou.

15h00 – Malta proíbe entrada de passageiros vindos da Alemanha, França, Espanha e Suíça.

14h57 – Próxima ronda de negociações em Londres em risco devido ao surto de Covid-19

A próxima ronda de negociações entre o Reino Unido e a União Europeia (UE), sobre o relacionamento pós-Brexit poderão ser adiadas devido ao surto do novo coronavírus, admitiu hoje o ministro britânico Michael Gove.

"Tínhamos a expectativa de receber a reunião do comité conjunto no Reino Unido no dia 13 deste mês e que a nossa ronda das negociações [em Bruxelas] ir para a frente, mas recebemos indicações hoje da Bélgica de que pode haver um problema de saúde específico", revelou hoje Gove.

14h56 – Albufeira encerra equipamentos desportivos e culturais

A Câmara de Albufeira anunciou que vai encerrar a partir de hoje e até à próxima terça-feira diversas infraestruturas e equipamentos desportivos e culturais, como medida de combater a propagação do novo coronavírus.

Em comunicado, a autarquia adianta que a medida abrange piscinas, auditório, biblioteca e museus municipais, pavilhões desportivos e ainda a escola fixa de trânsito e o centro educativo do Cerro do Ouro.

Aquele município do distrito de Faro informa que vão também ser suspensos todos os eventos por si organizados ou apoiados, nomeadamente os mercados quinzenais.

14h54 – Ministra diz que Portugal vai entrar na fase de mitigação rapidamente

A ministra da Saúde afirmou ser inevitável que Portugal entre "dentro de horas ou dias" na fase de mitigação da doença Covid-19, quando se verifica a transmissão comunitária da infeção.

"É inevitável que entremos dentro de horas ou dias" na fase de mitigação, porque "a dinâmica da situação epidemiológica está a ser muito rápida", afirmou Marta Temido na Comissão Parlamentar de Saúde, em resposta ao deputado do Bloco de Esquerda Moisés Ferreira.

"Tínhamos um conjunto significativo de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde, que têm feito um papel notável como foi percetível em casos acontecidos no Porto e em Coimbra, com o apelo das autoridades de saúde à mobilização social para a identificação de eventuais contactos em eventos que juntaram volumes significativos de pessoas e que tiveram entre eles um caso confirmado", observou Marta Temido.

14h52 – Adiamento de cirurgias não urgentes deve ser equacionada, diz Ordem dos Médicos

A Ordem dos Médicos defendeu hoje que deve ser considerada a hipótese de adiar cirurgias ou consultas não urgentes para proteger doentes no "momento crítico" que Portugal vive relacionado com o surto de Covid-19.

Em declarações aos jornalistas, o bastonário Miguel Guimarães disse que alguns adiamentos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) podem ser "equacionados até para proteger os doentes e libertar os médicos para poderem trabalhar nos sítios onde são necessários".

"Neste momento, que é um momento crítico, é de considerar a hipótese dos doentes que não têm necessidade absoluta de ser operados, que têm patologias benignas que podem esperar mais dois ou três meses, ou os doentes de consultas externas que estejam marcados para março ou abril e possam ser observados em junho ou julho. Se calhar era bom avançar com esse tipo de medidas para proteger esses próprios doentes", considerou Miguel Guimarães.

O bastonário advertiu que Portugal pode ter "de um momento para o outro, em dois ou três dias, de aumentar muito a capacidade de resposta", razão pela qual aconselhou que "as coisas se façam com antecipação".

14h48 – Câmara de Tomar suspende eventos em espaços municipais entre 12 de março e 5 de abril.

14h27 – Aumentam para 456 os casos de contágio no Reino Unido.

14h25 – Comunidade Intermunicipal das Terras De Trás-Os-Montes aplica medidas

A Comunidade Intermunicipal das Terras De Trás-Os-Montes “deliberou aplicar um conjunto de medidas no território para fazer face à nova realidade trazida pelo COVID-19”.

“Trata-se de medidas proactivas e preventivas adotadas com o objetivo de salvaguardar o bem-estar, segurança e sobretudo a saúde da população face à conjuntura que atualmente se vive a nível nacional e internacional”.

14h23 – Bruxelas diz ainda ter "algum tempo" para adotar apoios à aviação

A Comissão Europeia disse hoje ter "algum tempo" para adotar as alterações legislativas temporárias de apoio à aviação devido ao novo coronavírus, por as faixas horárias (slots) para a temporada de Verão já terem sido atribuídas às companhias.

Na terça-feira, a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, anunciou mudanças na regulamentação dos slots de aeroporto - as faixas horárias atribuídas às companhias aéreas para aterrar ou descolar -, explicando que, devido ao "tremendo impacto" do surto de Covid-19 no setor, será possível temporariamente que as transportadoras mantenham estes slots mesmo que não operem voos, acabando, assim, com as operações fantasma.

14h21 – Angola reforça vigilância nas fronteiras após primeiro caso na RDCongo

As autoridades sanitárias angolanas vão reforçar as medidas de vigilância epidemiológica ao longo da fronteira com a República Democrática do Congo (RDCongo), onde foi confirmado o primeiro caso de coronavírus, foi hoje anunciado.

Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, o Ministério da Saúde está a acompanhar "com preocupação" o surgimento do primeiro caso de Covid-19 na RDCongo.

"Todavia, estamos a acompanhar a implementação do nosso plano de contingência. O caso na RDCongo é importado, não há ainda a circulação a nível da comunidade, o que poderia levar-nos a reforçar cada vez mais as medidas que estão a ser implementadas ao longo da fronteira", disse Franco Mufinda, em declarações à rádio pública angolana.

14h19 – Madeira pondera atuar judicialmente contra dinamarqueses que "furaram" quarentena

O Governo da Madeira pondera atuar judicialmente contra dois cidadãos dinamarqueses que se deslocaram à região numa altura em estavam impedidos de viajar, devido a contacto com provável infetado com Covid-19, disse hoje o chefe do executivo.

"É um caso criminoso, do meu ponto de vista, mas o Governo Regional está preocupado que eles fiquem de quarentena nestes 15 dias", afirmou Miguel Albuquerque, vincando que "depois vai ver essa situação".

As autoridades regionais estão a acompanhar os dinamarqueses - um casal - desde 8 de março, depois de ter sido informada pelas autoridades de saúde da Dinamarca que tiveram contacto provável com Covid-19 no país de origem.

"São senhores que estavam proibidos de sair do país, que estavam de quarentena e que furaram a quarentena, desobedeceram à ordem, pondo em risco um conjunto de pessoas e uma comunidade inteira", afirmou Miguel Albuquerque.

14h16 – Mercados esperam que BCE atue para enfrentar crise do Covid-19

O Banco Central Europeu (BCE) reúne-se na quinta-feira e os mercados esperam que atue para enfrentar os novos riscos económicos que surgiram com a expansão do novo coronavírus.

O mercado prevê que o BCE baixe as taxas de juro, mas há opiniões de analistas a considerar que o corte não vai ajudar muito a economia e pressionará ainda mais os bancos, defendendo que o mais importante é apoiar as empresas de setores que estão a ser afetados pelo coronavírus para evitar que problemas de liquidez se convertam em problemas de solvência e levem a falências e desemprego.

Segundo alguns analistas, as medidas mais favoráveis são as compras de obrigações de empresas e uma flexibilidade nas condições de financiamento a um prazo bastante longo para empréstimos a pequenas e médias empresas.

14h08 – China envia equipa de especialistas a Itália para apoiar no combate ao surto

A China vai enviar uma equipa de especialistas a Itália para apoiar no combate ao surto de Covid-19, à medida que o país europeu se converte no segundo com mais casos de infeção a nível mundial.

"A China está a preparar-se para enviar uma equipa de médicos especialistas a Itália para trabalhar na prevenção e controlo da epidemia", revelou hoje o porta-voz do ministro chinês dos Negócios Estrangeiros, Geng Shuang.

Esse ministro, Wang Yi, disse também, em comunicado, que, "apesar de a China continuar a ter alta procura por equipamento médico (...), vai fornecer máscaras a Itália e redobrar os esforços para exportar material de alta necessidade", face a um pedido das autoridades italianas.

14h06 – Hotelaria em Portugal regista perdas de 30%

O surto de Covid-19 está a afetar todos os setores da economia. Em Portugal, o primeiro foi o do turismo, com um cancelamento em massa de reservas. Em apenas um mês, a Associação da Hotelaria de Portugal diz ter registado perdas superiores a 30 por cento.

Só na Madeira, o surto de Covid-19 motivou uma quebra de 20% no setor do turismo, disse hoje o presidente do executivo, vincando que a evolução epidemiológica da doença exige medidas "temporárias e excecionais" no contexto regional.

"No aeroporto, por exemplo, até ao mês de fevereiro estávamos com uma recuperação, face ao ano homólogo, de quase de 8,4% [no movimento] e temos uma quebra de 4%", disse Miguel Albuquerque, indicando que os dados apontam para também uma quebra entre 15 e 20% ao nível da hotelaria e das agências de viagens.

14h04 – Partidos querem alargar medidas de contenção do Governo a todos os trabalhadores

O Bloco de Esquerda quer que as medidas anunciadas pelo Governo para mitigar os efeitos do novo coronavírus sejam alargadas aos trabalhadores a recibos verdes. O CDS-PP também apresentou uma iniciativa no Parlamento para recomendar ao Governo a antecipação das férias da Páscoa para conter o vírus.
14h03 – Constitucionalistas divididos sobre lei em casos de quarentena forçada

Um artigo assinado por cinco epidemiologistas e especialistas em saúde pública defende que é preciso clarificar a Constituição da República Portuguesa para facilitar a interpretação da lei em casos de quarentena forçada.

Uma proposta que divide constitucionalistas, sobre o que permite ou não a lei máxima do ordenamento jurídico nacional.

14h01 – Madrid é o maior foco de contágio em Espanha

Em Espanha, os casos ultrapassam os dois mil, com 47 vítimas mortais confirmadas, e Madrid é o maior foco de contágio. Até os Reis de Espanha cancelaram a presença em alguns eventos, numa capital onde se registaram mais 14 mortes só nas últimas 24 horas.

Madrid é, neste momento, a maior zona de risco de contágio em todo o território espanhol. Só nas últimas 24 horas foram identificados 250 novos casos de Covid-19 e registados mais 14 óbitos.

Todas as escolas estão encerradas, e todas atividades culturais e desportivas canceladas pelo menos nas próximas duas semanas.

As autoridades de saúde estão a apelar que se evite o contacto físico e os cumprimentos entre pessoas.

13h59 – Autarca de Felgueiras queixa-se de discriminação contra os habitantes

O Presidente da câmara de Felgueiras diz que há cidadãos locais que estão a ser discriminados. Nuno Fonseca afirma que por causa do novo coronavírus há felgueirenses impedidos de entrar em unidades de saúde e nas escolas.

13h57 – Itália a braços com mais de dez mil infetados

O Governo italiano vai disponibilizar uma verba de 25 mil milhões de euros para responder à situação de emergência provocada pelo Covid-19. No país já morreram 631 pessoas num total de mais de dez mil infetadas.

Um estudo divulgado ontem pelas autoridades de saúde mostra que a epidemia não tem relação direta com a China e que o novo coronavírus já circulava no país antes de ser conhecido o surto na Lombardia.

13h55 – Hospital Santo António tem área exclusiva para casos suspeitos

O Hospital de Santo António, no Porto, tem agora uma área exclusiva para casos suspeitos do novo coronavírus. É uma área independente das urgências que vai contar com uma equipa fixa.

Há sete espaços para isolamento e quatro gabinetes médicos, juntando-se ainda uma sala de enfermagem que era antes uma cafetaria.

A intenção é que os casos suspeitos com o novo coronavírus não se cruzem com os restantes doentes. O Hospital de Santo António, no Porto, tem agora uma entrada exclusiva, a poucos metros das urgências.

13h53 – Regime de exceção para contratação de profissionais de saúde está a ser preparado

A informação foi avançada pela ministra da Saúde, que disse também que vai ser possível fazer análises ao novo coronavírus em casa.
13h51 – Um dos contagiados no Hospital de São João é piloto e realizou ontem um voo

A TAP e a White Airways, companhia área portuguesa que desde 2016 presta serviço em algumas rotas da TAP de curta distância, confirmaram que “um comandante da White Airways que estava ao serviço da TAP Express e que realizou o voo TP1007 Madrid-Porto do dia 10 de março, foi diagnosticado, no mesmo dia, com teste de coronavírus positivo pelo Hospital de São João, no Porto”.

“O Comandante está com um estado de saúde estável e tanto a TAP como a White estão a prestar todo o apoio necessário ao colaborador da White Airways e restante tripulação”, referem as empresas em comunicado.

“Conforme as recomendações das autoridades, o copiloto e a chefe de cabine que trabalharam com o comandante nos voos desse dia estão em isolamento e a ser acompanhados pelas autoridades de saúde que estão articuladas com os serviços clínicos da UCS”, acrescentam.

“O avião, um ATR 72, foi submetido a todos os procedimentos de higienização e desinfeção previstos nos planos de contingência, após o que a aeronave foi libertada para serviço pelas autoridades de saúde”.

13h46 - Metade dos trabalhadores da EDP em teletrabalho a partir de hoje

A EDP decretou hoje que metade dos seus trabalhadores vão laborar em regime de teletrabalho a partir de hoje, na sequência de uma atualização do plano de contingência da empresa contra o Covid-19.

"Como medida preventiva, a EDP decidiu que 50% dos seus colaboradores irão funcionar em regime de teletrabalho a partir desta quarta-feira, 11 de março", declarou a empresa.

De acordo com a empresa, "a EDP procura assim prevenir qualquer potencial risco de contágio sem colocar em causa o normal funcionamento da sua atividade em todas as áreas e serviços".

"Para tal, todas as equipas na empresa dispõem de sistemas e ferramentas tecnológicas preparadas para garantir o trabalho à distância sem perturbações", adianta ainda a empresa.

Para além desta medida, a EDP prevê também as práticas de "limitar as viagens nacionais e internacionais ao estritamente necessário" e "recomendar aos colaboradores que evitem viagens da China, Itália, Espanha, França, Alemanha, Irão, Japão, Singapura ou República da Coreia do Sul".

13h37 - Bancos pedem que clientes evitem agências e usem canais à distância

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) pediu aos clientes bancários que evitem ir às agências e usem canais digitais e telefónicos para contactar o banco e executarem operações.

"Nesta fase, os clientes bancários deverão privilegiar o uso dos canais digitais e telefónicos, evitando, quando tal for possível, o recurso às agências. Esta recomendação aplica-se em especial aos clientes mais vulneráveis como idosos, pessoas com doenças crónicas ou sistemas imunitários enfraquecidos", lê-se no comunicado hoje divulgado pela associação que representa os principais bancos que operam em Portugal.

A APB sugere que operações como transferências bancárias, pagamento de serviços ou carregamentos de telemóveis sejam feitas através do site dos bancos, das apps, das caixas da rede multibanco ou das caixas automáticas que há nas agências.

13h36 - Bastonário apela ao reforço de pessoal nos hospitais de referência

O bastonário da Ordem dos Médicos diz que o Governo tem de avançar nas medidas de contenção, ainda que isso implique sacrifícios. No final de uma visita ao Hospital de S. João, no Porto, Miguel Guimarães afirmou que medidas como o encerramento das escolas vão contar com o apoio da Ordem.
13h34 - Um caso de coronavírus no Hospital de Santa Maria, em Lisboa

Há pelo menos uma pessoa infetada com o novo coronavírus no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. É um doente que estava internado há uma semana no serviço de medicina interna com pneumonia atípica.

A RTP sabe que o doente só ontem foi transferido para um quarto de isolamento do hospital, depois de o teste ter dado positivo.

As equipas médicas que estiveram em contacto com esta pessoa vão ser sujeitas a exames.

13h31 - Seis doentes são acompanhados em casa pelo Hospital de S. João

Para além dos dois infetados que tiveram alta hospitalar e permanecem em isolamento domiciliário, há em Portugal seis outros contagiados que se encontram nas suas casas, mas que são acompanhados diariamente pela equipa do Hospital de São João, no Porto.

São doentes com sintomas leves e com condições sociais que permitem o isolamento. Os especialistas dizem que mais pessoas podem vir a ficar nestas condições.

13h26 - Maioria dos infetados em Portugal está no norte do país

São agora 59 as pessoas contagiadas em Portugal, sendo que 36 delas estão no norte do país. As autoridades de saúde apelam a que se lave frequentemente as mãos e a que não haja corridas ao supermercado.

13h24 - Número de casos na Holanda subiu para 503. Cinco pessoas já morreram devido ao Covid-19 nesse país.

13h22 - Lufthansa cancela mais 23 mil voos

A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou o cancelamento de mais 23 mil voos entre 29 de março e 24 de abril devido ao surto de Covid-19.

“Mais cancelamentos são esperados nas próximas semanas”, adiantou a linha aérea.

De acordo com a Lufthansa, os ajustamentos efetuados afetam principalmente a Europa, a Ásia e o Médio Oriente.

13h18 - Um dos dois centros de quarentena em Angola passa a unidade de tratamento

O centro de quarentena da Barra do Kwanza, onde se encontravam sete pessoas, vai ser esvaziado hoje para ser transformado numa unidade de tratamento do novo coronavírus, informou o secretário de Estado para a Saúde Pública de Angola.

Segundo Franco Mufinda, já passaram pelos dois centros de quarentena existentes mais de 200 pessoas, encontrando-se até terça-feira nos dois locais cerca de 120 passageiros.

13h15 - Ordem dos Enfermeiros lança apelo a profissionais para reforçarem Linha SNS 24

A Ordem dos Enfermeiros lançou um apelo aos profissionais com experiência no atendimento telefónico na Linha SNS 24, e especialistas em enfermagem de saúde pública, para que contactem este serviço "com a máxima urgência", por forma a poderem reforçá-la.

"Nós hoje mesmo vamos fazer um apelo a todos os enfermeiros para o reforço da Linha de Saúde 24. Já ontem tivemos uma reunião com o senhor secretário de Estado da Saúde e também com o operador privado da linha no sentido de reforçarmos o número de enfermeiros no atendimento", disse o vice-presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Enfermeiros, Luís Filipe Barreira.

Este apelo foi lançado "sensivelmente a mais ou menos 17.000 enfermeiros" de "dois grandes grupos": aqueles que "já tiveram experiência com a linha e que hoje não estão no exercício de funções" e os profissionais "especialistas em enfermagem de saúde pública".

13h12 - 46 turistas em cruzeiro no Egito repatriados para os seus países

Um grupo de 46 turistas franceses e norte-americanos retidos num cruzeiro em Luxor, no Egito, desde sexta-feira devido ao novo coronavírus foi repatriado durante a noite de terça para quarta-feira, disse o Ministério do Turismo.

"Um grupo de 46 turistas franceses e americanos deixou o navio de cruzeiro (...) onde foram registados 45 casos positivos" em centenas de pessoas que se encontravam a bordo.

Hoje de manhã, 18 turistas indianos também foram transferidos para o aeroporto do Cairo para serem repatriados, segundo Abdel Fattah el-Sisi, o presidente da autoridade fiscalizadora das instalações turísticas.

Estes seriam os últimos passageiros estrangeiros no "A-Sara", o navio cruzeiro atracado em Luxor desde a semana passada devido a contaminações de Covid-19.

13h10 - Avião da Roma impedido de aterrar em Espanha

O jornal desportivo Mais Futebol avançou que a Roma, equipa treinada por Paulo Fonseca, não vai jogar com o Sevilha esta quinta-feira para a Liga Europa.

“O avião que deveria transportar a equipa italiana não recebeu autorização para aterrar em Espanha e, por isso, fica em terra”, escreve o jornal.

“O início do voo estava agendado para as 15h30 (horas locais, menos uma em Portugal Continental)”.

13h07 - Instituto Politécnico de Viseu suspende aulas

O Instituto Politécnico de Viseu (IPV), “considerando o melhor interesse da comunidade em que está envolvido e na defesa dos legítimos direitos dos seus estudantes e funcionários”, decidiu suspender a partir de quinta-feira todas as atividades letivas presenciais.

“São igualmente suspensas as iniciativas desportivas, culturais e de lazer que decorram nas suas instalações, bem como aquelas envolvendo a participação de grupos externos à comunidade da instituição”, acrescenta o Instituto.

12h37 - Total de casos confirmados sobe para 59; 57 estão internados

De acordo com a Direção-geral da Saúde, há 59 casos confirmados de Covid-19 em Portugal, mais 18 do que no anterior balanço. Há 57 pessoas internadas.

Entre os casos confirmados, há mais nove no norte do país e mais um no centro. Em Lisboa, há mais sete casos confirmados e, no Algarve, mais um caso.

Há ainda 471 casos suspeitos e 83 que esperam resultados laboratoriais. 3066 contactos estão em vigilância pelas autoridades de saúde.

Há um caso em investigação, de uma possível importação do novo coronavírus da Alemanha/Áustria. Há nove casos vindos de Itália e dois de Espanha. Há seis cadeias de transmissão ativas.

Entre os casos confirmados, 33 são homens e 26 são mulheres. Há sete casos com mais de 70 anos. Destes, há dois homens com mais de 80 anos infetados.

12h16 - Irão anuncia mais 63 mortes e eleva o total para 354 no país

As autoridades iranianas também identificaram 958 novos casos de contaminação por Covid-19, elevando o total para cerca de 9.000, segundo o porta-voz do Ministério da Saúde, Kianouche Jahanpour.

O líder supremo do Irão disse, na terça-feira, que a República Islâmica reconhecerá médicos e enfermeiros que morreram a combater o novo coronavírus como "mártires", como os soldados mortos em batalha.

12h15 - Britânica morre em Bali e torna-se a primeira morte na Indonésia

Uma britânica morreu em Bali infetada com o novo coronavírus, anunciaram hoje as autoridades, confirmando a primeira morte na Indonésia atribuída à epidemia.

A mulher, de 53 anos, morreu num hospital daquela ilha indonésia, mas as autoridades não esclareceram se foi contaminada localmente ou se já tinha sido infetada antes de chegar a Bali, no final de fevereiro.

A paciente, hospitalizada na semana passada, "tinha várias doenças graves, como diabetes, hipertensão, hipertiroidismo e uma doença pulmonar", explicou aos jornalistas em Jacarta o porta-voz da célula do Governo dedicada ao vírus, Achmad Yurianto.

Trata-se da primeira morte devida ao Covid-19 confirmada na Indonésia, e é também a primeira vez que a presença da doença é oficialmente referida em Bali, onde o setor turístico tem sido afetado desde que o país proibiu a entrada de turistas chineses.

12h13 - Redução do número de turistas é o principal impacto para Cabo Verde

A agência de notação financeira Fitch considerou que a redução do número de turistas devido ao surto de Covid-19 será um dos principais impactos para Cabo Verde, arriscando uma redução do crescimento económico.

"Uma forte contração no turismo devido ao impacto do [novo] coronavírus vai restringir o crescimento económico e diminuir os lucros em moeda estrangeira para muitas economias", lê-se num relatório sobre o efeito do surto nos países do Médio Oriente e África.

No documento, a Fitch Ratings escreve que entre os países "particularmente expostos a este efeito" estão Cabo Verde, Egito, Líbano, Marrocos e Ruanda, entre outros.

"A severidade do impacto do vírus nos padrões de viagens vai depender da duração da epidemia, cujos efeitos adversos vão aumentar se as perturbações durarem até meio do ano", acrescentam os analistas.

12h08 - Itália, país-fantasma

12h01 - Medidas para conter epidemia já custaram 10 milhões

As medidas aplicadas para conter a epidemia do novo coronavírus em Portugal já tiveram um impacto de 10 milhões de euros no orçamento da Saúde, anunciou a ministra Marta Temido.

Na audição que decorre hoje de manhã na Comissão Parlamentar de Saúde, a ministra disse que a tutela está a trabalhar para acomodar esta despesa.

"É para isso que nos preparamos antes de executar um orçamento", afirmou.

Sobre a necessidade de despesa extra na Saúde por causa das medidas de contenção da epidemia em Portugal, o deputado do PSD Álvaro Almeida disse que o seu partido estava disponível para aprovar um orçamento retificativo que contemplasse como despesa extra medidas no âmbito do combate ao novo coronavírus.

O deputado Moisés Ferreira (BE) lembrou, por seu lado, que caso a decisão do Conselho Nacional de Saúde Pública seja no sentido do encerramento das escolas, antecipando as férias da Páscoa, é preciso "acautelar situações como considerar a antecipação de férias como isolamento".

"É preciso agilizar, nesses casos, o acesso a baixa para assistência a família para não inundar os centros de saúde no caso de encerramento das escolas", afirmou.

O deputado disse ainda esperar que o Estado português possa ajudar os portugueses que estão em Itália e queiram regressar.

11h58 - Por que razão a OMS ainda não declarou uma pandemia do novo coronavírus?

A pergunta tem sido constante nos últimos dias e de forma mais acentuada desde que o vírus se espalhou por todo o mundo.


Clique no artigo para saber mais.

11h42 - Mais de dois mil casos confirmados em Espanha. Número de mortos sobe para 47.

11h41 - Bombeiros profissionais vão convocar bombeiros reformados

A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e o Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais vão convocar “todos os bombeiros no ativo, que, nas suas folgas, se possam disponibilizar”, assim como “todos os bombeiros reformados”.

“Importa referir que muitos destes profissionais já mostraram a sua disponibilidade, contactando ANBP/SNBP”, explicam as entidades.

“Este procedimento justifica-se pelo facto de os bombeiros poderem, eles próprios, contraírem a doença. Caso isto aconteça, olhando para o panorama nacional de falta de efetivos nos quartéis, os mesmos podem fechar por falta de elementos, que ficam sujeitos a quarentena”, lê-se em comunicado.

11h34 - Berlim proíbe todos os eventos que reúnam mais de mil participantes até meados de abril.

11h32 - Roma disponibiliza 25 mil milhões de euros para combater novo coronavírus

O Governo italiano vai disponibilizar 25 mil milhões de euros para combater a epidemia causada pelo novo coronavírus, que já fez mais de 600 mortos nesse país.

Desse montante, aproximadamente metade será mobilizada para emergências, sendo a outra metade utilizada para possíveis necessidades futuras do país.

"Disponibilizamos recursos extraordinários no valor de 25 mil milhões de euros", disse o chefe do Governo, Giuseppe Conte, citado pelas agências italianas.

O Ministro da Economia e Finanças, Roberto Gualtieri, que participou na conferência de imprensa após um Conselho de Ministros, forneceu alguns detalhes.

"Os recursos serão parcialmente utilizados no âmbito do primeiro decreto que estamos a preparar e que esperamos aprovar esta semana, na sexta-feira, num valor de 12 mil milhões de euros", afirmou Gualtieri.

11h27 - Encerrado posto de saúde em Ovar após primeiro infetado no concelho

A Câmara de Ovar informou hoje que o Polo da Unidade de Saúde Familiar Alpha, em São Vicente de Pereira, foi encerrado depois de ter sido registado um caso confirmado de Covid-19 no concelho.

A autarquia emitiu um aviso à população local onde informa que hoje, até às 09h30, regista-se um caso confirmado pelo novo coronavírus no município.

"Face a este quadro, a delegada de saúde de Ovar, em estreita articulação com a Direção-Geral da Saúde, encontra-se a acompanhar a situação e a adotar todas as medidas necessárias e adequadas à salvaguarda da população", refere a nota assinada pelo presidente da Câmara de Ovar, Salvador Malheiro.

11h19 - Governo já recebeu mais de 100 pedidos para reforço de meios

O Governo português já recebeu mais de uma centena de pedidos para contratação de profissionais de saúde para reforçar as equipas nos hospitais desde o início do surto do novo coronavírus, anunciou o secretário de Estado da Saúde.

António Sales, que falava na comissão parlamentar de saúde, revelou que a tutela tinha recebido até hoje pedidos para 20 médicos no Centro Hospitalar Lisboa Central, 89 trabalhadores no S. João (Porto) e para 14 enfermeiros e 10 assistentes operacionais no Litoral Alentejano.

Sobre a disponibilidade de meios em unidades de cuidados intensivos, António Sales apontou a existência de 968 vagas em Cuidados Intensivos e 593 em Cuidados Intermédios e garantiu que "Portugal está muito bem colocado" a este nível.

Falou ainda de 2.000 camas para isolamento profilático, que serão "expansíveis de acordo com a evolução do próprio surto".

11h17 – Olympiacos com testes negativos no plantel após doença do presidente

O plantel de futebol do Olympiacos, que integra os portugueses José Sá, Rúben Semedo e Cafú, teve resultado negativos nos testes efetuados para despistar o surto do Covid-19, que afeta o presidente do clube.

Depois de se saber na terça-feira que Evangelos Marinakis, dirigente máximo do clube e também proprietário do Nottingham Forest, contraiu o vírus, toda a equipa de futebol grega fez exames para avaliar se houve contágio.

Além do plantel, também equipa técnica, formada por portugueses e liderada por Pedro Martins, equipa médica e outros elementos da direção foram testados, com os resultados a serem negativos.

11h15 – Escola Secundária da Feira encerrada por suspeita de infeção

A Escola Secundária de Santa Maria da Feira está hoje encerrada e manter-se-á assim até sexta-feira devido à suspeita de que um aluno possa estar infetado com o novo coronavírus, revelou a direção do estabelecimento de ensino.

Em nota pública, a sub-diretora da escola, Ana Paula Silva, informa que a decisão foi tomada "por indicação da delegada de saúde do Agrupamento de Centros de Saúdes Feira-Arouca, tendo como motivo o internamento de aluno suspeito de infeção por Covid-19".

Segundo fonte daquela autarquia do distrito de Aveiro, a Secundária de Santa Maria da Feira é frequentada por 1.800 alunos.

11h13 – Alemanha confirma terceira morte no país.

11h06 - Ministra da Saúde confirma que há mais casos de infeção pelo novo coronavírus em Portugal. A RTP apurou que são pelo menos sete os novos casos.


11h04 - Pequim impõe quarentena a todas as pessoas que cheguem do exterior

Todas as pessoas que chegarem a Pequim oriundas do exterior terão de cumprir um período de quarentena de 14 dias, informaram hoje as autoridades locais.

Além das pessoas que chegam de países gravemente afetados pelo novo coronavírus, e já sujeitas a quarentena, a medida impõe que qualquer passageiro oriundo de um país estrangeiro será colocado "sob observação em casa ou num local previsto para esse fim", afirmou um funcionário do município de Pequim, Zhang Qi